Mecanismos de pesquisa chineses bloquearam três grandes exchanges: Binance, Huobi e OKEx

Caça às criptos continua acontecendo na China

Os polêmicos tweets de Elon Musk e uma onda de FUD em torno do Bitcoin cobraram seu preço no mercado spot. Enquanto os detentores de criptomoedas controlam todos os movimentos de ativos digitais, a China restringiu os cidadãos de usar as principais exchanges como Binance, Huobi e OKEx.

Segundo relatos, os motores de busca chineses bloquearam as principais exchanges acima mencionadas. Os motores de busca incluem Baidu e Sogou, entre outros.

“Interrupção: em 9 de junho, todos os mecanismos de pesquisa chineses, como Baidu e Sogou, bloquearam as três principais exchanges: Binance Huobi e OKEx.”

A China vem tomando medidas mais rígidas contra as criptomoedas no mês passado. Em maio, seus reguladores financeiros colocaram limitações extremas nas atividades cripto que poderiam ser atribuídas à queda do BTC para o nível de $ 30.000. A China tem sido um país importante com seu envolvimento na atividade de mineração e comércio de Bitcoin. Portanto, uma repressão desse tipo pode ter um efeito no mercado cripto.

Este bloqueio nos motores de busca foi seguido pelo Weibo banindo as contas de influenciadores cripto. A plataforma de mídia social proeminente é o equivalente chinês do Twitter. Alguns relatórios sugeriram que as contas violaram “leis e regulamentos relevantes”, mas nenhuma informação adicional foi oferecida sobre as regras da comunidade.

A China está intensificando seus esforços contra o comércio e a mineração online de Bitcoin. Wu Blockchain observou em um post diferente que Xinjiang, na China, pediu para interromper a mineração de criptomoedas para “proteção ambiental com economia de energia”.

Xinjiang era uma das três zonas de mineração de Bitcoin importantes na China e interromper a mineração poderia causar um impacto direto em seu hashrate. A mineração já foi interrompida na Mongólia Interior e em Sichuan, o que complica as coisas.

O CEO da Microstrategy, Michael Saylor, abordou recentemente a mudança de paradigma na indústria de mineração de Bitcoin:

“Acho que há uma dinâmica em que muito poder de hash chegará aos EUA e chegará a outras partes do mundo”.

Fonte: AMBCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.