O centavo argentino agora vale aproximadamente um satoshi

Moeda da Argentina se une à lira libanesa em relação a paridade com o satoshi.

A Argentina é o mais recente país a ver sua menor denominação monetária atingir a paridade com um satoshi – a menor unidade de Bitcoin.

O centavo argentino, em circulação desde 1854, agora vale aproximadamente um satoshi.

Alegando que todas as moedas fiduciárias da história falharam, o Redditor argentino, OneMoreJuan, trouxe a situação do centavo à tona. Ontem a lira libanesa se igualou a menor denominação do Bitcoin.

“Sou da Argentina e a menor unidade de nossa moeda atingiu o valor de 1 Satoshi (Sat). Toda moeda FIAT na história falhou. Compre bitcoin.”

Os limites de conversões de moeda, regulamentações, taxas e impostos tornam “inacessível” a taxa oficial de pesos argentinos em relação ao dólar. Em vez disso, uma taxa não oficial, o “dólar azul” surgiu. Atualmente, a taxa não oficial é de 119 ARS (pesos argentinos) por dólar.

Por esses cálculos, o preço real de um Bitcoin é de cerca de US$ 1.050.000 ARS (em oposição a cerca de US$ 650.000 ARS na taxa oficial) e essa é a taxa mostrada na LocalBitcoins. Portanto, 0,01 ARS – um centavo – é aproximadamente um satoshi.

Outro Redditor apontou que o valor do centavo agora poderia ser maior do que seu valor monetário, e o post desencadeou uma discussão sobre o valor do dinheiro e das moedas fiduciárias.

A Argentina está no auge de sua última crise econômica desde 2018. Ela estava enfrentando seu terceiro ano de recessão, mesmo antes da crise da pandemia. A inflação está agora em cerca de 50% e, nas últimas semanas, mais argentinos estão comprando Bitcoin.

Outras moedas até caíram abaixo do valor do satoshi, principalmente o dong vietnamita.

Quantos mais ainda podem se juntar às fileiras?

Fonte: decrypt

Foto de Bruno Lugarini
Foto de Bruno Lugarini O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.