Por que Boomers e Geração X devem se tornar as maiores baleias do Bitcoin?

Facilidades para comprar Bitcoin: em 2019 os Boomers controlavam 60% da riqueza dos EUA, enquanto a Geração X controlava 16%

As criptomoedas, em seu curto período de existência, tem sido altamente benéficas para todas as gerações existentes, com milionários do Bitcoin variando de 18 anos a mais de 50 anos de idade. Contudo, a questão de qual geração se beneficiará mais com a criptomoeda altamente promissora surge com muita frequência na comunidade cripto.

Geralmente o debate favorece a ideia de que as gerações mais jovens (Millennials e geração Z) provavelmente farão livros de História sobre as maiores baleias do Bitcoin. No entanto, parece que Jason Williams, co-fundador da Morgan Greek, tem opiniões muito diferentes e recentemente adotou o Twitter para expressar que, ao contrário das crenças populares, as gerações mais velhas (Baby Boomers e Geração X) provavelmente lucram mais com Bitcoin.

“Opinião impopular

 

Os boomers e a geração X passarão a possuir grandes quantidades de #Bitcoin e controlarão exponencialmente mais ativos do que os millennials, ao contrário do que muitos pensam.”

Embora Williams concorde que os millennials devam estar no topo da lista das futuras baleias do Bitcoin, ele afirma que as duas gerações anteriores a elas estão melhor posicionadas para possuir uma porção maior do ativo digital. Parece que Williams está tirando conclusões objetivas com base no fato de que ambas as gerações compõem a maioria dos investidores iniciantes de Bitcoin.

Baby Boomers e Gen Xers (ou Geração X) são conhecidos por serem os primeiros investidores em Bitcoin, com uma grande porcentagem na lista dos primeiros milionários e bilionários de Bitcoin. Sendo as primeiras a apostar alto no Bitcoin, essas gerações compõem um grande número de Hodlers de longo prazo.

Esta categoria inclui os gêmeos Winklevoss, que são considerados os primeiros bilionários do Bitcoin, graças ao investimento de US$ 11 milhões que fizeram nos primeiros dias do Bitcoin. Quando se trata de interesse, Boomers e Gen-Xers estabeleceram que haverá um longo prazo fazendo do HODLing em sua estratégia de investimento. Porém, uma análise mais detalhada das estatísticas mostra que esse interesse é amplamente sustentado devido a uma estrutura financeira forte e favorável.

Ao listar os fatores que afetam a hierarquia de propriedade, a estabilidade financeira certamente assume a liderança. E com a geração mais velha possuindo mais riqueza do que millennials e geração Z juntas, não é surpresa que esses grupos tenham uma quantidade impressionante de Bitcoins em seu cinto de investimento.

Em 2019 o Business Insider informou que os Boomers controlam 60% da riqueza dos EUA, enquanto os Gen-Xers controlavam 16%. Millennials, por outro lado, representam apenas 3%.

Independentemente disso, espera-se que os Millennials ocupem mais espaço no futuro. Enquanto as gerações mais velhas compartilham uma boa parte do Bitcoin, os millennials têm mais Bitcoin em posse.

Why Boomers and Gen Xers are Expected to Become the Biggest Bitcoin Whales

No ano passado um relatório de uma empresa de investimentos Blockchain revelou que 59% dos millennials, juntamente com um bom número de pessoas da geração Z (a partir dos 18 anos de idade) possuíam mais Bitcoin do que Gen-Xers e Boomers, que possuem entre 50% e 33%, respectivamente.

Fonte: ZyCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.