Putin reitera: as criptomoedas têm futuro

O presidente russo, Vladimir Putin, voltou a falar sobre criptomoedas, em um evento financeiro em Moscou

O presidente, Vladimir Putin, alertou os investidores sobre os “altos riscos” associados à alta volatilidade dos ativos digitais. Mas, ao mesmo tempo, o líder russo também reconheceu que as moedas digitais podem ter futuro e, portanto, é necessário acompanhar seu desenvolvimento.

Já no dia 14 de outubro, durante uma entrevista ao canal de TV financeiro norte-americano CNBC, Putin havia dito que as criptomoedas têm valor próprio, mas ainda não podem ser usadas para liquidar transações de petróleo.

Ele disse:

“A criptomoeda não é suportada por nada ainda. Pode existir como meio de pagamento, mas acho que é muito cedo para falar sobre o comércio de petróleo em criptomoedas. É muito instável”.

Bloomberg comentou imediatamente via Twitter sobre o que parecia, para todos os efeitos, ser uma abertura para pagamentos de criptomoedas pelo líder russo.

Rússia e criptomoedas

É importante acrescentar que a Rússia sempre foi um país muito aberto às criptomoedas, e o banco central está em processo de lançar sua própria moeda digital.

Em junho, o Banco da Rússia nomeou 12 bancos que estarão envolvidos no teste inicial do rublo digital. De acordo com as previsões do banco central russo, um protótipo de rublo digital poderia ser desenvolvido até dezembro.

As palavras de Putin provavelmente poderiam acelerar a regulamentação das criptomoedas no país.

As criptomoedas tiveram sua primeira etapa de regulamentação com a lei, “Sobre Ativos Financeiros Digitais”, que entrou em vigor em janeiro passado, mas muitos aspectos da atividade de criptomoedas, como mineração e tributação, ainda exigem regulamentação precisa.

O banco central continua fundamentalmente contra a legalização do Bitcoin como meio de pagamento, embora as palavras de Putin agora pareçam contradizer essa ideia.

Em setembro, o secretário de imprensa de Putin, Dmitry Peskov, também deixou claro que, a Rússia não tem motivo e não está pronta para reconhecer o Bitcoin como moeda legal.

Parlamento quer legalizar mineração

Apesar da opinião negativa do banco central, no início de novembro, o Ministério da Economia deixou claro que, provavelmente seria apropriado legalizar a mineração no país, obtendo um parecer favorável inicial da Duma, o parlamento russo.

De acordo com o Centro de Finanças Alternativas da Universidade de Cambridge, a Rússia é o terceiro maior país do mundo, depois dos Estados Unidos e do Cazaquistão, para a atividade de mineração de criptomoedas.

Por isso, de acordo com o Ministério da Economia, a legalização poderia trazer benefícios substanciais para toda a economia do país, e não teria problemas hostis, já que poderia ser considerada para todos os efeitos uma atividade empresarial segundo o Código Civil russo.

Fonte: Cryptonomist

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8