Quais problemas o mundo cripto pode esperar em 2021?

Caça às bruxas promovida pela SEC contra o XRP pode pode acabar acontecendo também com outras criptomoedas em 2021

As criptomoedas têm sido uma presença constante nas mentes – e carteiras – de muitos por cerca de uma década. Seja um grande nome como Bitcoin ou uma moeda menos conhecida como Litecoin, a criptos estão disponíveis à esquerda, à direita e no centro. Mas se há uma coisa que pode ser descrita como uma parte essencial do cenário cripto é sua incerteza – tanto em termos de preço quanto em termos de respostas regulatórias.

Com 2020 tendo chegado ao fim e 2021 já estando diante de nós, há todos os tipos de ameaças e desafios que as criptomoedas podem enfrentar nos próximos meses. Quer se trate do impacto de oportunidades alternativas, como sites de cassino ou simplesmente de um maior perfil regulatório, há muito em que pensar. Este artigo examinará quais são as duas principais ameaças – e o que os traders mais experientes podem fazer para garantir que fiquem por dentro das mudanças.

Flutuações de preço

Nada identifica mais o mundo das criptomoedas do que as flutuações de preços. E embora essas flutuações não possam ser previstas com precisão com antecedência, é claro, há algumas indicações sobre o quão volátil – ou não – o mercado estará durante 2021. Os aumentos de preços foram comuns em 2020, depois que a criptomoeda foi apoiada por alguns dos maiores investidores tradicionais do mundo.

Com o preço do Bitcoin subindo 170% apenas em 2020, e com empresas como a Wells Fargo prometendo muita atenção em 2021, o quadro geral é otimista para muitos – embora o desafio para os traders seja que, obviamente, não há garantia de qualquer movimento em qualquer direção.

Leis e regulamentos de criptomoedas

Há muita diversidade no mundo quando se trata de cripto. Alguns países têm abordagens de regulamentação de criptomoedas que podem ser melhor descritas como relaxadas. Outros, como o Japão, são altamente organizados e adicionaram muitas estruturas proativas aos seus “livros-estátua”.

Em 2021, é provável que a cripto-regulação esteja de volta na agenda em vários lugares. Os Estados Unidos, em particular, provavelmente estarão na vanguarda disso: no final de 2020, um importante regulador de moedas do país disse que os reguladores poderiam fornecer “clareza” sobre a política federal relacionada às criptos. Apesar deste regulador parecer sugerir que não haveria nada perto de uma proibição do Bitcoin, o quadro para os traders americanos ainda parece um tanto incerto.

É importante lembrar, no entanto, que a regulação de criptomoedas não é necessariamente uma ameaça para os traders. Diante disso, locais onde quase não há regulamentação de criptomoedas podem parecer uma boa aposta para quem deseja comprar, vender e lucrar com esses ativos sem ter interferência indevida.

Texto adaptado de: CryptoCoinSpy

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.