Ripple (XRP) de volta ao top 4: queda de dominância BTC

Novos recordes entre as altcoins com Ripple atingindo uma alta de 3 anos acima de US$ 1,10 e BNB passando de US$ 410 continuam a reduzir o domínio de mercado do BTC.

Embora o bitcoin esteja um pouco abaixo dos US$ 60.000, algumas altcoins se aproveitaram do momento e registraram ganhos impressionantes. Além dos mais novos recordes de preços do BNB, Ripple também tem outro desempenho notável. XRP ultrapassou  US$ 1 pela primeira vez desde meados de 2018 e recuperou o 4º lugar em termos de capitalização de mercado.

Ascenção das altcoins; XRP de volta ao top 4

Há vários sinais de uma alta temporada em andamento. E, olhando para os gráficos, é difícil argumentar contra.

Ripple está entre os melhores desempenhos, após notícias um tanto positivas do processo judicial contra a SEC. A Ripple ganhou acesso às documentos internos sobre cripto da SEC em uma audiência ontem.

No entanto, o XRP está em alta há vários dias consecutivos. Ele ganhou cerca de 100% desde 4 de abril e saltou para mais de US$ 1,10 no início de hoje. Naturalmente, a capitalização de mercado do ativo também aumentou, e o XRP agora se tornou a quarta maior criptomoeda por valor de mercado.

Binance Coin tem outro desempenho notável, já que o BNB estabeleceu mais um novo recorde acima de US$ 410.

Cardano (5%), Litecoin (6%), Chainlink (7%) e THETA (8%) também estão no verde. Em contraste, Ethereum retrocedeu ligeiramente e está um pouco abaixo de US$ 2.100, Polkadot está 4% abaixo e UNI caiu cerca de 2% em uma escala de 24 horas.

Mais ganhos vêm de Bitcoin Gold (45%), Helium (33%), Qtum (32%), OMG Network (22%), KuCoin Token (22%), Ethereum Classic (16%), Solana (14%), VeChain (14%), Celsius (12%) e mais.

Bitcoin continua lutando pelos 60k

As altcoins reduziram uma parte considerável do domínio do bitcoin sobre o mercado cripto. A métrica caiu para uma baixa inicial de cerca de 55%. Para efeito de comparação, estava bem acima de 70% no início de janeiro de 2021.

Isso é resultado da incapacidade do BTC de reconquistar seu alvo em US$ 60.000. O ativo tentou várias execuções, mas foi rejeitado em todas as ocasiões.

Nas últimas 24 horas, o bitcoin caiu para um mínimo de pouco mais de US$ 57.000. Apesar de adicionar cerca de US$ 1.500 e tocar os US$ 58.800 (na Bitstamp), o BTC ainda está no vermelho em uma escala de 24 horas, já que voltou para US$ 58.000.

Os indicadores técnicos mostram que US$ 58.355 é a primeira linha de resistência do bitcoin em seu caminho para a próxima em US$ 60.000. Somente se o ativo superar os dois, ele poderá seguir em direção a um território desconhecido.

Alternativamente, os níveis de apoio em US$ 56.400, US$ 54.675 e US$ 54.000 poderiam ajudar no caso de chegar outro retrocesso.

Fonte: CryptoPotato

Foto de Bruno Lugarini
Foto de Bruno Lugarini O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.