Usuário que comprou US$ 3.400 em SHIB há um ano é o mais novo bilionário em criptomoedas

Impressionante: uma memecoin, em pouco mais de um ano, apresentou valorização imensurável.

Em agosto de 2020, a criptomoeda Shiba Inu (SHIB) possuía um valor irrisório. No momento em que este artigo foi escrito, o token está valendo cerca de 0,000000001228 BTC, com valorização de 38,8% nas últimas 24 horas. Um usuário, sozinho, adquiriu US$ 3.400 em SHIB e, em pouco mais de um ano, tornou-se o mais novo bilionário em criptomoedas: hoje, sua carteira vale US$ 1.55 bilhão.

O usuário Untracaeble, em seu Twitter, demonstrou sérias preocupações com relação à fortuna acumulada do usuário em questão (70,200,003,107,594 SHIB, para ser exato):

“A pergunta é: o mercado de SHIB será capaz de absorver o saldo se esta carteira for liquidada?”

Afinal, a valorização acumulada desde que o usuário comprou os tokens é superior a 94.000.000%. Uma venda em massa poderia, sem dúvidas, causar prejuízos incalculáveis a milhares de investidores, além de ferir gravemente a liquidez.

O marketcap total da SHIB é de aproximadamente US$ 40.3 bilhões.

DOGE x SHIB

Enquanto a SHIB continua a subir sem parar, muito provavelmente por conta da empolgação exacerbada do mercado, a Dogecoin (DOGE), uma das primeiras memecoins do mundo, subiu “meros” 18,5% nos últimos 30 dias.

Dogecoin conta com um marketcap aproximado de US$ 31.5 bilhões. O motivo de o ativo ter valorizado muito é compreensível: por estar há muitos anos em circulação, não acende mais a curiosidade dos entusiastas como de costume.

De qualquer maneira, todo o cuidado é pouco na hora de investir em qualquer um dos dois ativos: a forte volatilidade das memecoins torna o investimento em algo bastante arriscado, sobretudo em momentos de euforia.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.