Xiaomi começou a aceitar Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas em Portugal

Iniciativa da Xiaomi de aceitar Bitcoin e outras criptomoedas pode ser expandida para outros países da União Europeia em um futuro próximo

Embora a Amazon tenha encerrado recentemente os rumores sobre a aceitação de criptomoedas, a Xiaomi diminuiu o tamanho da frustração da comunidade.

A Mi Store Portugal, varejista oficial do gigante chinês da tecnologia, mudou recentemente para permitir pagamentos em criptomoedas.

Agora é possível comprar smartphones, aspiradores de pó, smartwatches, scooters elétricos e outros dispositivos Xiaomi com Bitcoin, Ethereum, Tether e Dash.

A fim de adicionar suporte para ativos digitais, a Xiaomi fez uma parceria com o provedor de serviços de pagamento de criptomoedas suíço Utrust, cujo token nativo também é aceito pela Mi Store Portugal.

Pedro Maia, chefe de marketing da Mi Store Portugal, diz que a Xiaomi – que recentemente ultrapassou a Apple no mercado de smartphones – se esforça para cumprir seu lema de entregar “inovação para todos” com sua mudança para as criptomoedas:

“Somos uma marca tecnológica, inovadora e disruptiva. É por isso que queremos estar sempre um passo à frente. Queremos dar a todos os verdadeiros fãs de tecnologia a possibilidade de comprar seus gadgets favoritos com o que é atualmente ‘o dinheiro mais tecnológico’. “

Não é surpreendente que a Xiaomi tenha escolhido Portugal como um teste para pagamentos de ativos digitais, uma vez que é considerado o país mais cripto-amigável da Europa devido à sua política fiscal.

A Samsung, líder no mercado de smartphones, lançou uma carteira blockchain no início de 2019, mas suas lojas ainda não adotaram as criptomoedas.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.