14% dos jovens profissionais japoneses possuem criptomoedas

Jovens profissionais que possuem criptomoedas

Em 3 de abril de 2018, o novo instituto de pesquisa R25 publicou os resultados de sua recente investigação sobre a “posse de moedas verdadeiras” entre empresários com idades entre 25 a 30, revelando que 14% desses jovens profissionais possuíram criptomoedas.

A pesquisa em escala nacional utilizou os serviços de pesquisa na internet da empresa Macromill durante o período de janeiro a março. Dos 4.734 entrevistados, 206 foram retirados dentre os 640 entrevistados que possuíam moedas virtuais. Aproximadamente 25% dos homens que participaram na pesquisa de posse de criptomoedas são iniciantes no mundo dos investimentos e encararam a compra de criptomoedas como um primeiro investimento. Pouco mais de 72% deles já haviam investido em coisas que não fossem moedas virtuais. Entre os entrevistados, cerca de 14% possuem moedas virtuais.

Ao invés de comprá-las com o objetivo de liquidação ou como remessas, cerca de 90% deles as compraram como um investimento. No entanto, para alguns, o investimento em criptomoedas é uma tendência que deve ser seguida, com 37.4% dos entrevistados comprando-as por esse único motivo. Aproximadamente um quinto deles investiu em tokens com base em recomendações de conhecidos e/ou informações provenientes da mídia.

Leia mais: Suspeita de Pirâmide Financeira, Minerworld lança novo sistema de Captação de Pessoas, nova Moeda e Plano de Quitação

Uma postura cautelosa

Quase um quarto dos que fizeram investimentos virtuais pela primeira vez, fizeram durante os meses de outubro, novembro, e dezembro de 2017, período em que o preço das criptomoedas estava aumentando. E apesar das criptomoedas já existirem por dez anos, 79% dos entrevistados entraram no mundo cripto “em 2017” após os noticiários explodirem com notícias de criptomoedas. Ironicamente, apenas 15% disseram ter começado a investir no começo de 2018 enquanto os preços caíam.

Infelizmente, em virtude da flutuação de mercado, muitos compraram criptomoedas por preços altos e viram o valor delas diminuindo; até o momento, apenas uma pequena quantidade deles obtiveram grandes lucros.

Quando perguntados sobre a quanto possuíam em criptomoedas, 34.5% deles disseram possuir menos de 50.000 ienes, aproximadamente R$1,500. Poucos disseram ter investido grandes quantias, demonstrando assim, uma postura cautelosa com respeito às criptomoedas.

Qual é a esperança para as moedas virtuais?

Aproximadamente metade dos homens entrevistados ainda possui interesse em investir ativamente em criptomoedas no futuro e pouco mais de 35% deles não pretende continuar com a tendência. Todavia, 80% deles acreditam nas criptomoedas como investimentos.

Mesmo após esta pesquisa, ainda existem dúvidas. Visto que o interesse é alto para aqueles que possuem criptomoedas, será que o mercado crescerá e incentivará a geração R25 a continuar a investir? E, será que conseguirá ampliar seu alcance social para além do mercado de investimento?

A “New R25”, uma subsidiária da empresa CyberAgent Inc., é considerada como um importante membro da internet para jovens empresários. Com o objetivo de apresentar informações transparentes sobre a vida, o negócio, e o avanço para homens entre 20 e 30 anos, o instituto de pesquisa analisa os estilos de vidas de homens, incluindo seus hábitos de compra.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/