Amazon registra três domínios relacionados a criptomoedas

Empresa já possuía domínio voltado ao Bitcoin, acrescentado 3 anos atrás

Além do nome de domínio que já possui, amazonbitcoin.com, a Amazon registrou três novos domínios de criptomoedas:

amazonethereum.com
amazoncryptocurrency.com
amazoncryptocurrencies.com

A Amazon entrará na indústria de criptomoedas?

Essas especulações surgiram um ano atrás, quando a Amazon introduziu dois serviços distribuídos baseados em contabilidade em sua plataforma. A empresa lançou o Quantum Ledger Database (QLDB) e o Amazon Managed Blockchain.

O QLDB foi adotado para auxiliar os clientes com um processo de transação mais fácil e seguro. O segundo foi o Blockchain gerenciado pela Amazon Web Services (AWS). Essa provisão permitiu à clientela criar e gerenciar suas blockchains na rede usando as plataformas Ethereum e Hyperledger.

Foi uma indicação de que a empresa está pensando em se juntar ao mainstream dão mundo cripto adotando a tecnologia blockchain.

Alguns meses antes do lançamento desses produtos, como parte dos planos de expansão, uma pesquisa havia sido realizada por um portal financeiro global, o Investing.com, para estudar as preferências dos clientes da Amazon. A pesquisa incluiu 1000 clientes e perguntou quais serviços e ofertas hipotéticos os clientes preferem da Amazon como parte de seus planos de expansão.

Cerca de 12,7% dos clientes mostraram uma inclinação para produtos de cripto. Embora o número não tenha sido muito notável, certamente mostrou o interesse dos clientes nos produtos relacionados a criptomoedas.

Desde então havia rumores e especulações em torno da Amazon sobre seu interesse em serviços baseados em cripto. Algumas especulações alegam que a empresa finalmente começou a aceitar o Bitcoin como fonte de pagamento. Contudo, as reivindicações foram negadas de forma consistente pela empresa.

Alegadamente, a Amazon comprou seu primeiro nome de domínio amazonbitcoin.com três anos atrás, mas estava com “pés frios” ao usar a criptomoeda devido à sua natureza volátil.

Entretanto, com este último passo, fica claro que a empresa deseja se validar no espaço cripto, integrando criptomoedas como uma opção de pagamento ou introduzindo sua moeda para transações. Uma das possibilidades é que a empresa pode fornecer apenas um serviço de corretagem para criptomoedas em seu site de varejo sem aceitar os pagamentos com cripto.

Fonte: CryptoNewsZ

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.