Hackers despejaram informações pessoais dos clientes da carteira de hardware Ledger

Banco de dados contendo informações pessoais de mais de 270.000 clientes carteira divulgados no RaidForums

Um banco de dados contendo as informações pessoais de mais de 270.000 clientes Ledger foi publicado no RaidForums, um mercado para compra, venda e compartilhamento de informações hackeadas. O banco de dados, revisado por The Block, contém os e-mails, endereços físicos e números de telefone dos compradores de carteiras de hardware Ledger. O vazamento de hoje é o resultado de uma violação de dados sofrida pela Ledger em junho e também contém os e-mails de mais de 1 milhão de clientes da Ledger.

Em julho, a Ledger divulgou publicamente que havia sofrido uma violação de dados em junho que comprometeu os dados dos clientes. Naquela época, Ledger observou que 9.500 clientes tiveram suas informações pessoais violadas. O despejo do banco de dados de hoje, no entanto, mostrou que a extensão do vazamento de informações pessoais era muito maior do que 9.500 clientes. Um porta-voz da carteira disse que a empresa havia antecipado que mais informações poderiam ter vazado no ataque de junho, apesar do total encontrado em sua análise do incidente.

O Porta voz da Ledger informou que:

No momento do incidente, os registros de um aplicativo de terceiros gerenciando nosso banco de dados mostraram que 9.500 pessoas foram afetadas. Simultaneamente, estávamos trabalhando com uma organização de segurança externa para conduzir uma análise forense, que também confirmou 9.500 pessoas, todas elas contatado pessoalmente pelo Suporte Ledger. Desde que os ataques de phishing começaram a ocorrer, previmos que mais informações poderiam ter vazado e continuamos a notificar todos os usuários via Twitter e e-mail.

Em um tweet , Ledger afirmou que: “os primeiros sinais” apontam para o banco de dados ser de seu hack de junho. Ledger também acrescentou “É um eufemismo enorme dizer que lamentamos sinceramente esta situação. Levamos a privacidade muito a sério” e que “Evitar situações como esta é uma prioridade para toda a nossa empresa, e aprendemos lições valiosas com esta situação, que tornar a carteira ainda mais seguro. ”

Wallets compradas no representante brasileiro, KriptoBrasil

Conforme eles publicaram em sua rede social, Instagram (@kriptobrasil) os dados dos brasileiros que compraram no site da KriptoBrasil não foram violados e estão disponíveis para tirar quaisquer dúvidas.

Fonte: The Block Crypto

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_