Call of Duty escolhe NFT metaverso

Xbox irá “absolutamente” trabalhar para integrar o metaverso em suas linhas de jogo.

A gigante da tecnologia americana Microsoft e o dono da equipe do Call of Duty Esports, Andbox, anunciaram um novo mergulho no metaverso, embora de uma maneira diferente.

A Microsoft planeja atualizar o Microsoft Teams, mudando seu nome para “Mesh”, para que a partir de 2022 os usuários possam ter avatares digitais personalizados e espaços imersivos para se encontrar no metaverso. O acesso ao serviço será possível com qualquer dispositivo, sem a necessidade de equipamentos especiais.

Já nos games com o objetivo de criar experiências especiais no metaverso para seus fãs, o proprietário da equipe Call of Duty, Andbox, lançará seus primeiros NFTs no blockchain Flow.

Essencialmente, a Andbox anunciou uma parceria com a Moonwalk, uma startup blockchain que cria utilidade em torno dos colecionáveis ​​NFT e permitirá que eles sejam usados ​​para recompensas como acesso especial de fãs, ingressos e outros usos potenciais.

Portanto, ao escolher o Flow para criar os NFTs, o Moonwalk entrará em ação logo em seguida para fornecer a funcionalidade adicionada. O objetivo é aumentar o envolvimento dos fãs e construir uma comunidade em torno da propriedade do NFT.

A este respeito, o CEO do Moonwalk, Shiv Madan, comentou:

“Qualquer pessoa que comprou NFTs dentro dessa comunidade pode desbloquear coisas diferentes. Eventualmente, teremos mais coisas que você pode fazer ao longo do tempo, da vida real ao metaverso online”.

As grandes empresas aderindo ao metaverso.

Mark Zuckerberg mudou o nome de Facebook para Meta, justamente para homenagear o metaverso, outros gigantes globais da tecnologia, como a Microsoft, também estão chegando a bordo. A esse respeito, Satya Nadella, CEO da Microsoft, compartilhou sua ideia em seu perfil no Twitter:

Segundo Nadella:

“O Metaverso nos permite incorporar a computação ao mundo real e incorporar o mundo real à computação. Trazendo presença real para qualquer espaço digital. O mais importante é que sejamos capazes de trazer nossa humanidade conosco e escolher como queremos vivenciar este mundo”.

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8