Empresas focadas em commodities realizam primeira transação Blockchain do projeto “Trigo do Mar Negro”

Foram vendidas 25 mil toneladas do produto

De acordo com a S & P Global, a Transoil International e a Solaris Commodities recentemente realizaram uma transação piloto blockchain do projeto Black Sea wheat (Trigo do Mar Negro).

Tanto a Transoil quanto a Solaris estão envolvidas no comércio de commodities agrícolas internacionais, como moagem de trigo, óleo vegetal e farinha.

O projeto Black Sea wheat foi desenvolvido para oferecer um sistema de precificação representativo para o trigo produzido na região do Mar Negro. A iniciativa permite que participantes ao redor do mundo se envolvam na descoberta de valores e gerenciamento de risco neste mercado, que atualmente corresponde a mais de 20% da exportação mundial de trigo.

Ambas as empresas completaram o piloto utilizando a plataforma blockchain de negociação e financiamento de commodities agrícolas da Cerealia, uma startup suíça. O resultado foi a venda de uma remessa de 25 mil toneladas.

Até o momento, os detalhes da transação não foram divulgados.

Recentemente foram noticiados diversos relatos de setores agrícolas e alimentícios que adotaram o blockchain.

Conhecidas como ABCD, as quatro maiores empresas agrícolas do mundo se uniram para digitalizar o comércio internacional de grãos utilizando a tecnologia somada à inteligência artificial (AI). A combinação inicialmente irá automatizar processos de execução pós-negociação de leguminosas e grãos.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli