Eu estava jogando, diz Jim Cramer sobre suas compras de Ethereum e Bitcoin

Jim Cramer acredita que o mercado de criptomoedas está cheio de “grandes tolos“, ao comparar seu investimento na classe de ativos ao jogo.

A personalidade da TV americana Jim Cramer aconselhou os investidores em criptomoedas a tomarem cuidado com os riscos relacionados à indústria de ativos digitais. Segundo ele, os investimentos em bitcoin e altcoins se apóiam na “teoria do maior tolo”, onde a especulação não está ausente.

Além disso, Cramer admitiu que não é um investidor por motivos inflacionários; em vez disso, ele estava “simplesmente jogando“.

Jim Cramer, da CNBC, compartilhou outra posição controversa sobre as criptomoedas e as pessoas que operam com elas. Ele acredita que a indústria está associada à “teoria do maior tolo“. Em sua essência, esse conceito se refere à ideia de que se pode ganhar dinheiro comprando um bem e depois vendendo-o, pois sempre há alguém para comprá-lo por um preço mais alto.

Cramer prometeu manter seus acervos de criptoativos, pois ele acha que há “milhões de tolos maiores por aí.” Após a repressão chinesa ao comércio e mineração de ativos digitais neste meio do ano, ele vendeu quase todo o seu estoque de Bitcoins, deixando-o exposto principalmente à Ethereum.

No entanto, o americano disse que também não é um grande defensor da segunda maior criptomoeda e até admitiu que venderá suas posições quando o preço do ativo aumentar. Tendo em mente que Ethereum atingiu um ATH hoje, parece que Cramer acredita que seu valor em dólares pode continuar sua alta no futuro:

“Eu não tenho nenhum apego particular ao Ethereum e eventualmente irei ligar para o registro no resto da minha posição quando eu achar que já está com boa valorização.”

Cramer colocou seu nome ao lado daqueles que veem a classe de ativos como uma proteção contra a inflação. Ainda assim, ele disse que sua razão para entrar no mercado de criptoativos não está relacionada a isso, já que ele estava jogando:

“Eu não comprei bitcoin ou Ethereum como seguro contra inflação. Com toda a franqueza, eu estava jogando. Eu estava simplesmente apostando na psicologia da multidão, porém, não tenho ideia do por que essas coisas ocorreram.”

Conselhos de Cramer sobre criptomoedas.

No final de setembro, a crise da dívida Evergrande na China, causou graves perturbações nos campos financeiros, incluindo o setor de ativos digitais, onde os preços das principais criptomoedas despencaram.

Pouco depois desse evento, Cramer aconselhou os indivíduos sentados sobre os ganhos não realizados de seus investimentos, a tirar “algo da mesa“, pois a saga Evergrande continuará prejudicando os mercados de criptoativos nos próximos meses.

Olhando mais de perto o que aconteceu em outubro, no entanto, parece que todos os hodlers teimosos que não deram ouvidos a sua orientação tomaram a decisão certa.

O primeiro ETF de Bitcoin aprovado pela SEC (Securities and Exchange Commission) nos EUA, entre muitos outros fatores, levou o preço do BTC a uma nova alta de quase US$ 67.000, enquanto o ETH atingiu seu pico hoje em US$ 4.400.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8