Explosão de ataques contra dispositivos IoT

Ataques cibernéticos via protocolo Telnet. Kaspersky contra o crime cibernético em dispositivos IoT.

De acordo com relatos , há uma explosão de ataques contra dispositivos IoT, o crime cibernético continua a ter como alvo todos os aparelhos conectados ou objetos inteligentes nas casas das pessoas, dobrando o número de ataques neste semestre em comparação com o semestre anterior.

Especificamente, são 1.515.714.259 ataques no período de janeiro a junho de 2021, em comparação com 639.155.942 em julho a dezembro de 2020.

O número de ataques a dispositivos IoT na Itália também parece ter aumentado 93% , de 1.892.200 no segundo semestre de 2020 para 3.650.500 no primeiro semestre de 2021.

Em geral, os ataques cibernéticos são principalmente tentativas de conexão usando o protocolo telnet , ou seja, o protocolo que é usado para acessar um dispositivo e gerenciá-lo remotamente.

Não só isso, mas também no mundo cripto, há ataques frequentes a dispositivos IoT com o objetivo de roubar dados pessoais, para mineração de criptoativos e ataques DDoS.

Kaspersky contra o crime cibernético em dispositivos IoT e além

A empresa global de combate ao cibercrime Kaspersky , com seu CEO Eugene Kaspersky, está pedindo uma nova abordagem para proteger o ecossistema de TI do cibercrime .

De acordo com a empresa, de fato, o aumento dos ataques cibernéticos ameaça sistemas industriais, IoT e infraestrutura crítica em um futuro próximo. A este respeito, durante um evento em Barcelona, ​​a Kaspersky disse :

“Vemos centenas de gangues de cibercriminosos capazes de desenvolver ataques cibernéticos altamente complicados e sofisticados”, que a Kaspersky descreveu como “muito prejudiciais para as empresas e até mesmo para a economia nacional. É hora de mudar da segurança cibernética para a ciberimunidade ”.

Dan Demeter , especialista em segurança da Kaspersky, também descreveu a situação atual do crime cibernético em dispositivos IoT da seguinte forma:

“Desde que os dispositivos IoT, como smartwatches e acessórios domésticos inteligentes, se tornaram uma parte essencial de nossas vidas diárias, os cibercriminosos mudaram seu foco nessa área. As pessoas pensam que não são importantes o suficiente para serem vítimas de um hacker, mas no ano passado vimos um grande aumento nos ataques a dispositivos IoT. ”

Ataques de cibercrime de IoT em cripto

Além dos dispositivos IoT, o crime cibernético também está presente no mundo cripto, com ataques contínuos de hackers, destacando as vulnerabilidades de certas blockchains ou projetos .

Um ataque específico de hackers no mês passado foi na plataforma de cadeia cruzada DeFi da Poly Network , no valor de US $ 600 milhões em criptomoedas roubada. Um dos maiores ataques de hackers da história da criptomoeda.

Especificamente, os criptoativos roubados foram aqueles que “viajam” nas cadeias de blocos Binance Smart Chain (BSC), Ethereum e Polygon. Depois de uma colaboração clara com a Poly Network por todos os projetos de cripto envolvidos, o hacker em questão de repente optou por operar de forma ética .

Poucos dias após o roubo, o hacker em questão, apelidado de Sr. White Hat, supostamente devolveu as criptomoedas roubadas, alegando que o ataque foi realizado para expor a vulnerabilidade de cadeia cruzada da Poly Network.

Um episódio muito raro quando se trata de cibercrime. Ataques como o realizado em outro protocolo de criptomoeda de US $ 18 milhões DeFi pela Cream Finance não receberam o mesmo tratamento.

 

Fonte: Cryptonomist

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8