Mercado aquecido com bom preço do Bitcoin, apostando em alta

O movimento de subida de preço e a manutenção no canal de alta mobiliza o mercado. Será uma sobrecompra?

O Bitcoin segue negociado em tendência de alta, se aproximando da cotação dos US $ 7.000. Na madrugada de sábado, a cripotomoeda chegou a ser negociada ao preço de 6.900 dólares e, no começo da tarde desse sábado, 11 de maio, segue com cotação acima dos US $ 6,5 mil, que, convertidos em real, chegam perto dos R$ 27.000. É um movimento que determinou um aumento de 9% em 24 horas, representando um ganho acumulado mensal de 23%, no reflexo dos bons indicativos de aquecimento  do mercado, depois de a moeda passa a ser negociada acima do valor de 6 mil dólares.

A cotação do Bitcoin não atingia níveis tão animadores desde o quadrimestre final de 2018 e, como seu mecanismo de regulação é o próprio mercado, a disposição dos investidores em negociar seus Bitcoins é o que faz com que a criptomoeda siga mantendo boas faixa de preço e em tendência de alta. Na análise de especialistas em mercado financeiro, a moeda virtual dá sinais de percorrer o chamado movimento parabólico, ocorrido quando os traders, ao perceberem que determinado ativo flutua num canal de alta, começam a realizar compras mais caras, “puxando para cima” as negociações e o preço de cotação. É um movimento de especulação fundamentado, basicamente, na própria subida do produto financeiro em questão.

A representação gráfica d o movimento parabólico do Bitcoin, publicada pelo CCN. A fonte é o TRADINGVIEW/COINBASE.


Bitcoin repete outros dois momentos

Esse cenário de formação de parábola foi registrado outras três vezes, na trajetória de pouco mais de uma década do Bitcoin. O mesmo contexto tinha sido observado em 2013 e, depois, se repetido em dois momentos de 2017,; ano em que, por sinal, a moeda virtual atingiu a cotação histórica de US $ 20.000. É um valor que algumas personalidades e análises de mercado apostam que o Bitcoin volte a atingir numa perspectiva de longo prazo.

O reconhecido analista  sinalizou, Alex Krüger, em seu Twitter, que acredita na profundidade de um possível movimento de sobrecompra do Bitcoin, que indica a recuperação de um produto financeiro, depois de um período de desacelaração. São indícios de que, embora não seja possível prever uma permanência do ativo no chamado canal de alta, o momento de bons negócios mantém os investidores otimistas. No acumulado do ano, o Bitcoin registra um crescimento de 84% que o faz ser mapeado dentre os melhores investimentos do ano.

 

FONTE: CCN

 

Foto de Daniela Risson
Foto de Daniela Risson O autor:

Jornalista desde sempre interessada pelos canais digitais, tem se dedicado à estratégia e produção de conteúdos. Em 2018, se aproximou da temática das criptomoedas e atua como redatora de projetos do mercado financeiro digital.