NEO disponibiliza implantação da NeoVM fora da NEO Network

Os desenvolvedores possuirão acesso a uma nova infraestrutura para criar e implementar smart contracts

A NeoVM, máquina virtual da NEO, recentemente passou por uma atualização que a torna implantável fora do NEO Network.

Com uma proposta inovadora, a NEO traz a próxima geração de criptomoedas e plataformas de economia inteligente para o desenvolvimento de uma rede escalonável de dApps (aplicativos descentralizados).

Com a nova atualização, os desenvolvedores blockchain passam a ter acesso a uma infraestrutura “amigável” para criar e implementar smart contracts em um ecossistema de som em execução.

Desde o lançamento no início de 2018, a NeoVM passou por diversas melhorias, implementou recursos importantes, e agora apresenta a capacidade de atuar fora da rede NEO.

Leia mais: Nova York terá “primeira” Força-Tarefa de criptomoedas dos EUA

Um importante passo para o projeto foi o isolamento de pilha, que levou à mais recente atualização do NeoVM. O upgrade faz com que cada smart contract possa ser acessado somente por sua própria pilha, tornando tudo mais estável e seguro.

Quando o isolamento passou a funcionar, o NeoVM sofreu uma mudança de decodificação e recebeu a adição de um dicionário de hash para serviços de interoperabilidade, este que foi alterado de classe, tornando a implantação fora da rede NEO muito mais fácil.

Ao longo do último ano, a NEO viu o preço de seu projeto variar juntamente com o mercado de criptomoedas, atingindo um máximo de US$187 e baixar para menos de US$6. Apesar da volatilidade, o projeto cresceu significativamente, contando com grandes marcos, como o desenvolvimento do ecossistema dApp e diversos progressos tecnológicos.

Para este ano, a NeoVM pretende continuar a impulsionar a implementação de smart contracts e do blockchain.

FONTE: INVESTINBLOCKCHAIN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli