O Banco Central da Tanzânia deve se esforçar para a adoção da criptomoeda

O presidente da Tanzânia – Samia Suluhu Hassan afirma que o Banco Central da Tanzânia deve se esforçar para a adoção da criptomoeda.

O presidente da Tanzânia – Samia Suluhu Hassan – destacou a necessidade da nação de adoção de criptomoedas. Ela enfatizou que a região da África Oriental ainda fica atrás de outras regiões mais avançadas.

‘Não seja pego despreparado’

Em um anúncio recente , o presidente da Tanzânia – Samia Suluhu Hassan – destacou o desenvolvimento do uso e adoção de criptomoedas em muitos países. Ela lembrou que a região da África Oriental, onde a Tanzânia está localizada, não está tão avançada quanto outras áreas e exortou os chefes financeiros a começarem a trabalhar nesse assunto:

“Eu sei que em todo o país, incluindo a Tanzânia, eles não aceitaram ou começaram a usar essas rotas. No entanto, meu apelo ao Banco Central é que você comece a trabalhar nesse desenvolvimento. ”

O presidente Hassan apoiou a crença nas criptomoedas, pois, em sua opinião, elas moldarão o futuro das finanças. O Banco Central da Tanzânia deve colocar seus esforços nessa direção e agir o mais rápido possível:

“O Banco Central deve estar pronto para as mudanças e não ser pego despreparado.”

Bitcoin como instrumento financeiro

Falando da região da África Oriental, no início deste ano, o Banco Central do Quênia anunciou suas intenções de mudar sua moeda base para o Bitcoin. Na época, os executivos financeiros do país consideravam que essa medida resolveria o problema da desvalorização do Xelim, que perdeu quase 50% de seu valor em relação ao dólar americano desde 2010.

Além das consequências devastadoras da pandemia COVID-19, Patrick Njoroge – o Governador do Banco Central – culpou o Fundo Monetário Internacional pelo enfraquecimento da moeda nacional. Ele criou esperanças de que o principal ativo digital pudesse resolver os problemas financeiros do Quênia:

“Nossa decisão de mudar para o Bitcoin é tática e lógica. Estamos perdendo muito simplesmente porque alguém no FMI acordou do lado errado da cama. O Bitcoin vai acabar com isso. ”

Enquanto muitos países estão apenas explorando os benefícios da adoção do Bitcoin, El Salvador se tornou a primeira nação a aceitá-lo como moeda legal. Em 9 de junho, 62 de 84 funcionários foram a favor da decisão. A mudança significaria que ninguém no país latino-americano teria o direito de recusar o pagamento do BTC. Muitos especialistas acreditam que outras nações seguirão o exemplo de El Salvador.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8