Riqueza combinada dos bilionários atingiu o recorde de US$ 10,2 trilhões

Os ricos ficaram muito mais ricos este ano

A Covid-19 dizimou muitas economias e diversos setores, custando a milhões de pessoas seus empregos. Para os bilionários do mundo, entretanto, a pandemia ajudou suas fortunas a crescer, em mais de um quarto, para um recorde de mais de US$ 10 trilhões. Um estudo do banco suíço UBS e da firma de contabilidade PwC descobriu que, no início de abril, a riqueza global dos bilionários era de US$ 8 trilhões.

Em julho, após o auge da pandemia de coronavírus, ela havia atingido US$ 10,2 trilhões. O pico anterior foi de US$ 8,9 trilhões, registrado no final de 2017.

Grande parte desse aumento veio de bilionários que apostavam na recuperação dos mercados acionários globais quando eles despencaram durante os lockdowns (entre março e abril). Com muitos governos lançando pacotes de estímulo, os mercados se recuperaram, deixando os ricos cada vez mais ricos.

riqueza bilionários

Josef Stadler, chefe do departamento de family office global do UBS, disse (por meio do The Guardian) que os bilionários tiveram “estômago” para comprar mais ações das empresas quando os mercados de ações em todo o mundo quebraram. As ações das empresas de tecnologia valorizaram drasticamente graças ao aumento da demanda por serviços de entrega, produtos para trabalhar em casa e softwares de videochamada.

Em julho, o chefão da Amazon, Jeff Bezos, teve o maior aumento em um único dia em sua riqueza líquida desde que o Índice de Bilionário da Bloomberg foi criado há oito anos. Enquanto as ações da Amazon saltavam 7,9%, a riqueza de Bezos subia de US$ 130 bilhões para US$ 189,3 bilhões.

Bezos viu sua fortuna aumentar em US$ 74 bilhões este ano, mas ainda não é tanto quanto Elon Musk. O chefe da Tesla está $ 76 bilhões mais rico desde o início de 2020 e agora possui uma riqueza de $ 103 bilhões.

O senador americano e ex-candidato à presidência Bernie Sanders disse que planeja introduzir um imposto sobre “ganhos de riqueza obscenos” feitos pelos super-ricos durante a pandemia. O “Make Billionaires Pay Act” colocaria um imposto de 60 por cento sobre o aumento do patrimônio líquido dos bilionários de 18 de março até o final do ano. Muitos dos clientes da PwC estão esperando novos impostos sobre o patrimônio e um aumento na tributação direta este ano como uma forma de financiar pacotes de apoio do governo.

Vários bilionários doaram parte de sua riqueza para ajudar as pessoas afetadas financeiramente pela Covid-19. Nos EUA, 98 bilionários doaram um total de US$ 4,5 bilhões, envergonhando o Reino Unido – nove dos bilionários do país doaram apenas US$ 298 milhões.

O relatório UBS/PwC cobre 2.000 bilionários de 43 mercados, respondendo por cerca de 98% da riqueza total dos bilionários.

Fonte: TechSpot

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.