Tone Vays: Bear market não acabou e o Bitcoin pode voltar a US$1.300

Famoso trader fala sobre o valor do Bitcoin

A recente e súbita alta no valor do Bitcoin deixou tanto investidores e traders quanto analistas entusiasmados. Muitos afirmam que a moeda achou seu fundo, e que provavelmente a próxima tendência significativa seja direcionada a valores mais altos.

Em meio à euforia, entretanto, o trader e influencer Tone Vays sugere que a ascensão é apenas um fenômeno momentâneo. Ele realizou seu posicionamento durante uma entrevista para o canal Ivan on Tech, no Youtube.

“Agora que chegamos a US$5.000, estou tentando encontrar a oportunidade certa  para tentar encurtar o mercado mais uma vez, porque eu acredito que estamos indo para baixo. Eu ainda sou um urso neste mercado, eu ainda acho que os valores abaixo de US$3.000 são mais prováveis do que valores acima de US$10.000 neste momento.

WeBitcoin: Tone Vays: Bear market não acabou e o Bitcoin pode voltar a US$1.300

trader tem sido uma pessoa um tanto controversa no mundo das criptomoedas, especialmente no que diz respeito ao Bitcoin.

Apesar de ser um tanto pessimista, Vays apoia fortemente a tecnologia, defendendo a moeda em diversos debates e conferências. De acordo com ele, em 2018 ele montou três zonas de perigo. Destas, o valor de US$1.300 por unidade de Bitcoin não é sua expectativa, mas sim uma previsão extrema. Entretanto, ele destacou que é inteiramente possível que a mínima seja alcançada, apontando que o bear market ainda não chegou ao fim.

“Meu pior cenário é de US$1.300. Isso não significa que o Bitcoin tenha que chegar lá, mas para mim, US$1.300 tem sido um valor realista há mais de um ano, e ele continua sendo um alvo realista.”

Vays conta na entrevista que durante o bear market do ano passado suas zonas de alerta eram US$5.000 (mais otimista), US$3.000 (intermediária) e US$1.300 (mais pessimista). Ele acrescentou que não acredita que o Bitcoin atinja valores inferiores a US$1.000.

Ao longo dos últimos dias a moeda se manteve estável em torno de US$5.000, variando entre US$4.700 e o pico de US$5.300. Entretanto, a longo prazo os gráficos mostram um RSI (índice de força relativa) extremamente alto, gerando alertas para possíveis vendas em massa em alguns dias.

A situação ainda é um tanto complexa para realizar previsões com um certo nível de confiança.

Recentemente o WeBitcoin noticiou que Thomas Lee, CEO da Fundstrat, afirmou que a alta do Bitcoin se deve ao fato de que as baleias voltaram a comprar a moeda, citando ainda “coisas positivas” como a Bakkt e o serviço de custódia da Fidelity.

FONTE: ETHEREUM WORLD NEWS

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli