Vale do Silício da Bielorrússia estabelece regras para o mercado local de criptomoedas

O país aponta que a digitalização da economia é a prioridade máxima no momento

De acordo com documentos publicados, o Parque de Alta Tecnologia da Bielorrússia (HTP) estabeleceu normas para a operação do mercado de criptomoedas local.

Também conhecido como Vale do Silício da Bielorrússia, o HTP constitui uma zona econômica especial no país que contribui para o negócio de TI.

Os cinco documentos desenvolvidos pelo parque definem requisitos para diversos tipos de negócios relacionados a moedas digitais e ICOs. De acordo com a mídia, os documentos são: “Requisitos para candidatos”, “Requisitos para operadores de cripto”, “Requisitos para operadores de cripto e exchanges“, “Requisitos para operadores de ICO” e “Requisitos para regras de controle interno”.

“As atividades envolvendo criptomoedas dos residentes do HTP receberam total apoio legislativo (…). A administração do HTP, aliada ao Banco Nacional, Departamento de Monitoramento Financeiro do Comitê de Controle do Estado, especialistas internacionais e outros órgãos, realizou a compilação e assinou os documentos necessários”, afirmava um site de notícias local.

Recentemente as autoridades do país definiram a digitalização da economia nacional como prioridade máxima, graças à sua habilidade de transformar de modo abrangente não só a economia, como a administração pública e serviços sociais.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli