20 exchanges de criptomoedas foram fechadas em 2019

2019 não foi um ano otimista para as exchanges de criptomoedas

Aparentemente, 2019 não foi um ano muito bom para as exchanges de criptomoedas, de acordo com alguns dados, cerca de 20 exchanges foram fechadas no ano que está chegando ao fim. 

Janeiro 2019

A primeira da lista é a pequena exchange de criptomoedas Liqui, que devido à falta de liquidez, decidiu fechar, pois não podia suportar os custos da plataforma.

Fevereiro 2019

Neste mês, começaram as preocupações com a maior exchange do Canadá, a QuadrigaCX, que se tornou realidade com a dinâmica um tanto absurda. 

Os investidores até suspeitaram da morte do CEO da plataforma. 

A exchange de criptomoeda CoinPulse, também fechou em fevereiro de 2019 e entrou em liquidação, com a esperança de que alguns investidores fizessem uma oferta para comprar a plataforma. 

Março 2019

Durante esse período, a Gatecoin, uma exchange localizada em Hong Kong, anunciou seu fechamento e liquidação devido a alguns problemas com bancos locais, que congelaram seus fundos, provavelmente devido aos problemas de lavagem de dinheiro. 

Abril 2019

Na Coréia, a exchange Coinnest, uma das maiores do país, fechou em abril. A decisão de fechar a plataforma foi ditada, principalmente, pela pressão do regulador local, o que levou a equipe a encerrar permanentemente seu serviço. 

Maio 2019

Em 15 de maio, a infeliz exchange da Cryptopia foi fechada que após vários ataques de hackers, foi forçada a encerrar o serviço. 

No mesmo mês, a exchange indiana Coinome também deixou de existir, convidando os usuários a retirar suas criptomoedas de sua plataforma. 

Nesse caso, o fechamento da plataforma foi ditado pelas regras muito rigorosas e pouco claras do governo indiano. 

Junho 2019

No caso da Coinroom, houve um golpe de saída real,  pois fechou todos os canais e roubou os fundos dos clientes. A exchange  foi centralizada e a equipe não informou os usuários de seu fechamento de forma alguma. 

Julho 2019

A história envolvendo o fechamento da exchange polonesa BitMarket, cujo co-fundador foi encontrado morto e ainda faltava o recurso de 2300 BTC, tem implicações policiais. 

Outro caso foi o golpe da exchange de Novachain, que desapareceu no ar em questão de dias. 

Outubro 2019

Nesta lista, há também a exchange descentralizada (DEX), Aphelion, que permitiu a negociação de criptomoedas com base na Blobkchain NEO. As despesas foram a causa determinante para o fechamento.

Os usuários não perderam fundos, mas devido à exclusão de tokens, eles perderam uma quantia grande. 

Novembro 2019

No Canadá, houve o fechamento forçado da exchange de criptomoeda Einstein, que também foi o resultado de um golpe de saída.

A DXEchange é outra que teve que ser fechada por causa dos custos exorbitantes que não podia mais suportar, portanto, convidou os usuários a retirar seus fundos antes do fechamento final. 

Também em novembro, a exchange de dez anos, a Virwox, anunciou que vai fechar o negócio no início de 2020. 

Vale mencionar também a exchange da IDAX, que certamente não está em boas condições e pode fechar em breve, uma vez que o CEO desapareceu com fundos, talvez também em risco. 

A partir desses dados, é certamente possível ver como nunca é prudente deixar fundos em exchange centralizadas, pois elas podem fechar ou desaparecer da noite para o dia e como é preferível usar de criptomoedas descentralizadas. 

Imagem Vetor por Freepik

Fonte: Cryptonomist

Foto de Mirian Romão
Foto de Mirian Romão O autor:

Graduada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-Graduada em Comunicação em Redes Sociais.

mirian_romao