3 razões que explicam o Bitcoin de novo acima de U$ 10.000

O Bitcoin subiu acima de U$ 10.000 com o fim do mês de julho, mas isso não foi suficiente para evitar a primeira perda mensal do BTC em 2019. Aqui estão três razões que são prováveis ​​responsáveis ​​pelo movimento acima de U$ 10 mil

Corte de juros do Fed

Pela primeira vez em uma década, o Fed (Banco Central dos Estados Unidos) reduziu as taxas de juros em um quarto de ponto percentual (0,25%). Depois de um lapso momentâneo, o bitcoin segue acima de U$ 10.000 no espaço de cinco horas.

Muitos comentaristas argumentaram que uma redução da taxa de juros pelo Fed seria positiva para o bitcoin. Taxas de juros mais baixas geralmente levam a um aumento da liquidez no mercado financeiro – uma tendência que poderia desencadear o aumento do influxo para o bitcoin.

Bitcoin não pode ser proibido

A alta do bitcoin em relação aos últimos cinco dias, acima de U$ 10.000, pode ser atribuída a uma série de comentários positivos sobre a criptomoeda na semana passada. Mike Crapo, presidente do Comitê Bancário do Senado dos EUA disse que o país não pode banir o bitcoin.

Há também algumas notícias positivas do bitcoin saindo da China, apesar da proibição do país em relação ao comércio de criptomoedas e ICOs. O Banco da China publicou recentemente um infográfico majoritariamente favorável, descrevendo o BTC e as razões por trás de seu aumento no preço.

 

bitcoin above $10,000

Outra armadilha dos touros em U$ 10.000?

O atual aumento acima de U$ 10.000 também pode ser outro falso começo para o bitcoin no verão (do hemisfério norte). Como relatado anteriormente pela Bitcoinist, julho e agosto são meses historicamente ruins para o BTC.

Além disso, houve relatos de liquidação maciça de longs na BitMEX, atingindo cerca de U$ 50 milhões. Alguns comentaristas até atribuíram o “crash” do BTC no final de julho a essas liquidações em posições compradas em exchanges.

O Bitcoin tentou quebrar acima do nível de U$ 10.100 em cinco ocasiões diferentes, desde que caiu para menos de U$ 11.000 em meados de julho. Qualquer rally tangível para bitcoin exigiria um movimento acima deste ponto de resistência.

Em tempos de pressão, o mercado de criptomoedas como um todo ganhou cerca de U$ 8 bilhões nas últimas 24 horas.

Vale a pena ir para o HOLD no curto prazo?

Há ainda a questão da lacuna dos CME (futuros) ainda a ser preenchida em torno do preço de U$ 8.500. O volume de negociação também é significativamente menor do que os níveis registrados no início de julho.

Apesar de todas as lutas de curto prazo, o ideal comprador do bitcoin continua válido com alguns comentaristas prevendo uma nova alta de todos os tempos para o BTC antes do final do ano.

O Bitcoin subiu mais de 170% desde o início de 2019 e os touros esperam uma corrida melhor em agosto, com um retorno à tendência de ganhos mensais.

Fonte: Bitcoinist

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.