Celo angaria US$30 milhões para projeto de app de pagamento digital com stablecoins

Empresa planeja lançar aplicativo móvel para pagamento digital com stablecoins

De acordo com o Wall Streer Journal (WSJ) a Celo, plataforma de pagamentos digitais, arrecadou US$30 milhões do Andreessen Horowitz e Polychain Capital para alavancar um projeto focado na utilização de um token e uma stablecoin para facilitar pagamentos transacionais, principalmente em smartphones e sem o intermédio de bancos.

Com um capital de US$6,4 milhões recadado anteriormente, a empresa atualmente está realizando testes na fase piloto do projeto na Argentina.

“Vemos um grande potencial em deixar que as pessoas – diretamente de seu smartphone – tenham acesso a serviços financeiros básicos. (…) Estamos baseados na tecnologia blockchain, mas para o usuário médio final tentamos abstrair isso, para tornar a experiência tão fácil quanto qualquer outro aplicativo móvel.”, disse  o cofundador da Celo, Rene Reinsberg.

A ideia de um sistema de pagamento sem fronteira e sem a necessidade de credenciais bancárias sempre foi uma preocupação para as startups de criptomoedas. Alguns anos atrás, ofertas como a BitPesa já estavam ativas, com o Quenia posicionado no primeiro lugar no ranking disruptivo graças à pesada integração de pagamentos via smartphone.

A longo prazo, a Celo pretende atrair investidores para desenvolver outros serviços adicionais em sua plataforma.

De seus dois tokens personalizados, um irá funcionar como uma ferramenta para verificar transações e o outro será uma stablecoin atrelada ao dólar americano. Esta, apelidada de Celo Dollar, deve acabar se tornando a moeda nativa para os usuários que enviam pagamentos uns aos outros.

Sua criação se baseia em uma tendência atual na indústria, que continua a testemunhar o desenvolvimento de novas stablecoins, ligadas, na maioria dos casos, ao dólar americano e ao iene japonês.

Em fevereiro a Celo contratou Chuck Kimble, da rede de pagamento da Circle e que estava envolvido com o lançamento da criptomoeda da própria empresa, como novo chefe de parcerias estratégicas.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli