Como anda a confiança dos Bitcoin HODLers?

Uma das principais métricas on-chain do Bitcoin apresentou um sinal vital para narrar ou melhor destacar um sinal de confiança dos investidores.

Bitcoin, a maior criptomoeda, teve um caminho bastante difícil desde o seu início. No entanto, independentemente das condições do mercado, um grupo de HOLDers continuou a manter um forte suporte, apesar das inúmeras correções de preços. As informações são do site AMBCrypto.

De pé através da tempestade

Uma das principais métricas on-chain do Bitcoin apresentou um sinal vital para narrar ou melhor destacar um sinal de confiança dos investidores. A porcentagem da oferta circulante do Bitcoin mantida nas exchanges de criptomoedas caiu abaixo da marca de 10%. Isso ocorreu pela primeira vez desde que o preço do BTC atingiu uma baixa de US$ 3.200 em dezembro de 2018, no final do inverno cripto.

Screen Shot 2022 06 10 at 6.14.56 PM
Fonte: Santiment

De acordo com a empresa de análise on-chain Santiment, a volatilidade do mês passado nos mercados de criptomoedas “causou uma inflexão do BTC migrando para exchanges para vendas de pânico”. A baixa oferta mantida nas bolsas, diz a empresa, é um “sinal de confiança hodler”.

Curiosamente, esses detentores mantiveram um histórico impressionante de economizar suas moedas, independentemente de um mercado em baixa. Bem, os dados mais recentes da Glassnode mostram que os holders de longo prazo do Bitcoin atualmente possuem cerca de 90% da oferta total em lucro.

Screen Shot 2022 06 10 at 6.31.18 PM e1654851835886
Fonte: Glassnode

Além disso, nas últimas semanas, a porcentagem da oferta no lucro detida por LTHs ultrapassou a marca de 90%. Isso significa que a proporção de STHs encolheu abaixo de 10%.

As baleias do Bitcoin aparentemente ditaram o preço da principal criptomoeda nas últimas semanas, pois os analistas notaram que os topos e fundos locais viram uma atividade significativa de baleias.

Notavelmente, os dados mostraram que as baleias do Bitcoin aproveitaram a desaceleração do mercado de criptomoedas para acumular mais BTC depois de distribuir suas moedas antes da recente liquidação.

Causa de preocupação?

Não apenas mãos fracas venderam suas ações da maior criptomoeda, mas os mineradores de Bitcoin também distribuíram suas participações em BTC durante a recente liquidação. Ainda que em ritmo mais lento. O declínio na receita dos mineradores de BTC pode ser uma das principais razões por trás desse cenário. Os saldos dos mineradores caíram recentemente a uma taxa máxima de 5 mil a 8 mil BTC por mês (ou cerca de US$ 150 milhões a US$ 240 milhões em BTC a US$ 30 mil).

Screen Shot 2022 06 10 at 7.08.38 PM
Fonte: CryptoQuant

Mas, novamente, nem todos entraram nessa onda. Por exemplo, a empresa de mineração de Bitcoin Marathon disse que detinha 9.941 BTCs em 1º de junho. A empresa vem acumulando seu Bitcoin e não vende nenhum desde outubro de 2020.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.