Especialistas apontam que regulamentação das criptomoedas poderá atrair investidores institucionais

“A força mais poderosa para reverter o sentimento negativo seria a regulamentação do setor”

De acordo com o ex-executivo da Standard Chartered, Daniel Santos, a crescente tendência de regulamentação das criptomoedas pode influenciar positivamente instituições “desconfiadas”.

Recentemente, a Fidelity Investments, uma das maiores gestoras de ativos do mundo, publicou uma solução de custódia de criptomoedas.

A iniciativa de entrar neste mercado mostrou que há duas partes de um todo no setor de criptoativos: uma demanda significativa por parte das instituições e reguladores que reconheceram os ativos como algo de valor.

Desde o início da adoção, diversos investidores institucionais se intimidaram com a falta de soluções de custódia apresentada por este mercado.

De acordo com Santos, toda essa incerteza contribuiu para o ceticismo em relação ao setor, visto que investir em tais ativos poderia gerar sérios problemas com a SEC (Securities and Exchange Comission).

Leia mais: Associação Suíça publica regulamentos antilavagem de dinheiro para criptomoedas

Somente neste ano a SEC declarou que Bitcoin e Ethereum não são considerados títulos sob as regulamentações existentes.

Desta forma, Santos destacou que a contínua imposição de regulamentações no mercado de criptomoedas poderá atrair um crescente número de instituições nos próximos meses.

A força mais poderosa para reverter o sentimento negativo seria a regulamentação do setor. Se o mercado de criptomoedas se estabelecer como classe de ativos alternativos credíveis, irá precisar de uma série de regras para a eliminação de fraudes e o encorajamento de um crescimento estável, o que deve atrair os bolsos dos investidores institucionais.“, disse.

De acordo com Ryan Zagone, executivo da Ripple Labs, os dias de proteger moedas digitais como ativos anônimos estruturados para burlar regulamentos chegaram ao fim.

Zagone disse ainda que o estabelecimento de regulamentações irá facilitar o crescimento da indústria, alegando que a filosofia de descartar autoridades e regras é imatura.

A regulamentação é, na verdade, uma traição às origens do Bitcoin, que foi desenvolvido em torno do anonimato, contornando a supervisão do governo. Tal filosofia é irreal e imatura“, declarou.

WeBitcoin:Especialistas apontam que regulamentação das criptomoedas poderá atrair investidores institucionais

Leia mais: Corporação financeira Fidelity irá lançar plataforma de trading e armazenamento de criptomoedas

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli