Fundação IC3 Blockchain expande equipe de pesquisa para a Europa

CryptoCurrencies and Contracts (IC3)

Pesquisadores de várias universidades europeias aderiram à fundação de CryptoCurrencies and Contracts (IC3), em um esforço de pesquisa para desenvolver novos sistemas de criptomoedas.

Membros do corpo docente do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETHZ), do Instituto Federal Suíço de Tecnologia em Lausanne (EPFL), e da University College London (UCL) se tornaram os mais novos membros a se juntarem à fundação, na qual foi inaugurada em 2015 com apoio financeiro por parte da Fundação Nacional de Ciência dos EUA.

Os novo membros do IC3 já conhecem bem a tecnologia, pesquisadores de cada instituição já trabalharam com projetos relacionados ao Blockchain nos últimos anos.

Leia também: Bitcoin valoriza 91,59% em apenas 1 mês e meio

Em uma declaração, Emin Gun Sirer, co-diretor do IC3 e professor associado da Cornell, disse:

“Esta expansão trará novas perspectivas ao IC3, expandindo o nosso portfólio de pesquisa e alcance, e nos expandindo geograficamente para aqueles lugares do globo onde novos desenvolvimentos empolgantes de implantação de Blockchain estão acontecendo.”

Além dos três pesquisadores europeus, a IC3 está aproveitando a experiência da economista Maureen O’ Hara, que serve como professora de Finanças de Robert W. Purcell na escola de pós-graduação em administração Johnson da universidade de Cornell. Nos últimos meses, grandes empresas como Microsoft e Fidelity também estão apoiando à iniciativa de pesquisa.

Fonte: Coindesk.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/