John McAfee irá lançar nova criptomoeda com um conceito diferenciado

Criptomoeda de McAfee pretende promover a liberdade econômica

Recentemente o famoso programador John McAfee anunciou o suposto lançamento da sua própria criptomoeda, a McAfee Freedom Coin.

Diferente das outras criptomoedas, o ativo de McAfee aparentemente não poderá ser comprado, negociado ou utilizado. De acordo com um comunicado, a moeda “não é baseada em qualquer mercadoria, nem está ligada ao valor ou comportamento de qualquer item ou entidade externa. O valor da moeda será sempre zero em relação a qualquer outra moeda, mas o valor natural do mercado é livre, completamente, para crescer.”

WeBitcoin: John McAfee irá lançar nova criptomoeda com um conceito diferenciado

Introduzindo o conceito de seu novo ativo, o programador fala sobre a dificuldade que os investidores do setor encontram ao utilizar criptomoedas, tanto na compra como ao escolher o melhor momento para o saque ou venda. Segundo ele, ao contrário das moedas digitais, o dólar é mais fácil de ser utilizado, visto que o consumidor entende o valor inerente a uma unidade da moeda, sem precisar conferir seu valor em relação ao euro ou ao iene.

McAfee aponta que atualmente os detentores de criptomoedas devem liquidar seus ativos para utilizar uma moeda que é aceita para o fim que eles querem, o que deixa o valor dos ativos “não nas mãos dos usuários e fornecedores, mas nas mãos de um mercado cujos mecanismos operam através do medo, da ganância, da manipulação e dos caprichos das condições econômicas externas.”

Tendo isso em mente, ele afirma que o setor precisa de um um equivalente em cripto, uma criptomoeda que é valorizada apenas pelo seu poder de compra.

Desta forma, a McAfee Freedom Coin foi projetada com um “paradigma único” e um novo conceito estrutural. O novo ativo, segundo McAfee, não possui ligação com mercadorias ou com o valor ou comportamento de qualquer item ou entidade externa.

Apesar de aparentemente apresentar algo totalmente inovador, o programador afirma que a composição da moeda é “trivial”. Sua particularidade se origina de uma abordagem para compreender a evolução deste mercado “e dos mecanismos que mantiveram o Santo Graal da criptomoeda – a liberdade econômica – fora de nosso alcance.”

De acordo com o Twitter oficial de McAfee, o ativo será lançado no outono (primavera, no Brasil) de 2019.

Anteriormente o WeBitcoin noticiou que o programador irá lançar um cartão de débito alimentado por Bitcoin em parceria com a Visa e com a Mastercard. Segundo McAfee, o cartão poderá ser utilizado em qualquer estabelecimento, e será “privado e anônimo” como o mercado de cripto. Aparentemente os interessados devem informar apenas o nome que desejam no cartão, e o endereço para o qual ele deve ser enviado.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli