Número de varejistas que estão usando o Bitcoin aumenta nos Estados Unidos e Canadá

No início da semana, a grande varejista de eletrônicos norte-americana Newegg integrou os bitcoins a sua plataforma no Canadá, permitindo que milhões de clientes canadenses paguem por seus produtos com bitcoin.

Aumento na aceitação das criptomoedas

O diretor executivo da Newegg, Danny Lee, enfatizou que o valor do bitcoin subiu rapidamente desde 2014 quando a empresa integrou o bitcoin pela primeira vez, e ressaltou que os donos de bitcoin possuem uma grande capacidade aquisitiva.

“Em 2014, a Newegg estava entre as primeiras grandes empresas a oferecer a seus clientes a possibilidade de pagar por suas compras usando bitcoins. Desde aquela época, o valor do bitcoin subiu rapidamente e os clientes que possuem bitcoins possuem um poder aquisitivo consideravelmente maior. Acreditamos que agora é o melhor momento para ampliarmos nossa aceitação do bitcoin para nossos clientes no Canadá,” acrescentou Lee.

Stephen Pair, o diretor executivo da BitPay, uma das empresas responsáveis pelo processamento de pagamentos de criptomoedas feitos à Newegg, também afirmou que a demanda de clientes canadenses por criptomoedas aumentou nos últimos anos, e que a implementação do Bitcoin pela Newegg permitirá que a taxa de implementação do bitcoin cresça em todo o país.

“Vemos um grande interesse no Canadá, e ficamos felizes de saber que a Newegg está oferecendo a opção de pagamentos com Bitcoins em terras canadenses,” disse Pair.

Além da Newegg, a plataforma de vendas online Overstock, a agência de reserva de viagens Expedia, a eGifter, a Gyft, a provedora de televisão via satélite Dish, e a CheapAir também aceitam o bitcoin como uma forma de pagamento.

Leia mais: Preços de criptomoedas permanecem estáveis apesar de serem banidas na Índia

Fatores responsáveis pelo crescimento

Em Janeiro, antes da principal correção do bitcoin, o presidente da Starbucks Howard Schultz disse que a organização está disposta a integrar uma criptomoeda no futuro, se a mesma apresentar condições amigáveis para com varejistas e se for capaz de lidar com uma quantidade de transações que conglomerados em grande escala possuem.

Durante uma teleconferência, Schultz disse que pessoalmente não acredita que o bitcoin seja a moeda global que será adotada por varejistas, mas que uma criptomoeda poderá ser usada por varejistas no futuro.

“Eu pessoalmente acredito que uma ou mais criptomoedas legítimas e de confiança surgirão do blockchain. E essa legitimidade e confiança em questões de formas de uso para consumidores terão que ser legitimadas por uma marca e por um estabelecimento físico, no qual o consumidor confia na empresa que está fornecendo a transação,”disse Schultz.

Bitcoin, uma moeda legítima?

Como já enfatizado por Jon Matonis, cofundador da visa e da Bitcoin Foundation, a legitimidade do bitcoin como uma moeda global pode continuar a aumentar porque os principais bancos, como a Goldman Sachs, e os varejistas, como a Newegg, continuam a adotar o bitcoin como uma forma de pagamento e uma moeda corrente.

Atualmente, a extrema volatilidade do mercado tem tornado difícil para que varejistas adotem completamente as criptomoedas como uma forma de pagamento. No entanto, conforme o mercado cresce e se amadurece com veículos de investimento públicos e com um aumento nos canais de investimentos regulamentados, o bitcoin poderá se tornar uma moeda digital global amplamente aceita por varejistas.

“É fantástico pensar que estão trabalhando nisso porque trará nova liquidez. Estão começando a desenvolver os mercados de futuros, os mercados de opções, até penso que começaremos a ver taxas de juros associadas com o bitcoin. Estamos acostumados a ouvir sobre o Libor, o índice de taxas de juros para o bitcoin é chamado de Bibor,”ressaltou Matonis, enfatizando que o surgimento de veículos de investimento baseados em bitcoin conduziria a uma melhoria geral na liquidez e na estabilidade da moeda.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/