Polícia russa encontra fazenda de mineração ilegal no país

Fazenda de mineração ilegal instalada em Orenburg

De acordo com uma fonte russa, Irina Volk do ministério de assuntos internos da Rússia relatou que a polícia russa investigou um caso sobre dois organizadores de uma fazenda de mineração de criptomoedas em Orenburg.

Mais de 6.000 componentes de computador foram descobertos no lugar em que a policia acredita ter sido uma fazenda de mineração. A polícia possuía agentes instalados no local. A fazenda de mineração de Bitcoin utilizou 8 milhões de quilowatts por hora sem levar em conta o consumo de energia.

A polícia encontrou equipamentos conectados à rede elétrica, assim como cabos de alimentação que levavam a uma subestação próxima.

Leia mais: XRP ‘definitivamente não é um valor mobiliário’, alega Ripple

Suspeitos identificados

De acordo com Volk, o Ministério de assuntos internos na região russa de Orenburg identificou os suspeitos envolvidos no crime. Eles incluem dois executivos que trabalhavam no local. O caso criminal está baseado em danos patrimoniais.

A fazenda de mineração foi denunciada no começo de março, mas a polícia não comentou sobre o assunto na época. Engenheiros suspeitaram de um roubo de eletricidade em grande escala e alertaram as autoridades, que descobriram equipamentos de computador poderosos sendo usados para a mineração de criptomoedas.

A polícia não avaliou a escala e a lucratividade da fazenda ou a quantidade de danos causados.

Em março, fontes alegaram que uma fazenda de mineração em Orenburg foi a maior no Distrito Federal de Volga. De acordo com fontes não oficiais, pessoas desconhecidas que estavam envolvidas no roubo de eletricidade conseguiram gerar milhões de rublos (moeda russa) em criptomoedas.

A polícia e oficiais das empresas de eletricidade não comentaram sobre o assunto.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/