Por que a Coinbase caiu duas vezes durante rallys do Bitcoin?

Por que a Coinbase trava no horário de pico?

A comunidade do Bitcoin foi vista regozijando-se quando o preço do BTC atingiu 10.000. Isto foi seguido ainda por uma alta, elevando o preço da moeda acima de 10K. Em 2 de junho de 2020, a principal criptomoeda registrou uma alta de US$ 10.121. Embora esse preço tenha sido atingido após o halving, não durou muito tempo, visto que enquanto os mineradores de Bitcoin foram vendendo grande parte do seu BTC, muitos usuários do Coinbase foram vistos enfrentando dificuldades.

A exchange de criptomoedas Coinbase enfrentou imensa reação, pois começou a cair exatamente quando o preço do Bitcoin começou a subir. Não foi a primeira vez que a Coinbase lidou com esse problema. Mas a última dificuldade técnica deixou várias pessoas da comunidade cripto comparando essa exchange com bancos tradicionais que se deterioram durante o inconveniente mais frágil.

Depois de uma semana perdendo clientes e enfrentando repercussões do acidente, a Coinbase decidiu quebrar o silêncio e resolver o problema. A exchange revelou que havia identificado o motivo por trás da indignação e também havia consertado o mesmo. De acordo com a postagem do blog, quando o preço do BTC atingiu 10K em 1º de junho às 16:05 PDT, a exchange experimentou um aumento de 5x no tráfego em um período de apenas 4 minutos.

Contudo, o dimensionamento automático da empresa falhou em acompanhar o aumento significativo do tráfego.

Coinbase

O post ainda diz:

“Esse pico de tráfego afetou vários de nossos serviços internos, aumentando a latência entre os mesmos. Isso levou à saturação do processo dos servidores da web responsáveis ​​por nossa API, onde o número de solicitações recebidas era maior que o número de processos de atendimento, fazendo com que as solicitações fossem enfileiradas e atingissem tempo limite ou falhassem imediatamente.

Além disso, muitos usuários estavam enfrentando problemas de comunicação com a coinbase.com, pro.coinbase.com e os aplicativos móveis da exchange, pois a taxa de erro de solicitação aumentou para 50%.

A verificação de integridade também revelou que várias ocorrências foram consideradas insalubres e pioraram a falha ao “retirar o balanceador de carga”. Na imagem abaixo, os picos são sugeridos para mostrar implantações enquanto os mergulhos são classificados como não íntegros.

Coinbase

A empresa acrescentou:

“Em um esforço para mitigar a saturação, reimplantamos a API às 16:20 PDT para aumentar as máquinas que atendem ao tráfego. Depois que essa implantação foi concluída, as instâncias da implantação anterior foram retiradas de rotação, resultando em outra interrupção de 2 minutos devido a instâncias saturadas e marcadas como não íntegras. Isso foi tratado automaticamente pelo nosso escalonamento automático. ”

Além disso, a exchange não apenas afirmou ter resolvido problemas imediatos, mas também planeja reforçar o processo de implantação para diminuir as dificuldades do dimensionamento automático.

Fonte: CoinGape

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.