Spencer Dinwiddie lança token baseado no Ethereum

Jogador da NBA listará os tokens ETH com o código SD8, a serem vendidos para investidores credenciados por US$ 150 mil cada

Nos últimos anos, o Bitcoin e as criptomoedas como um todo ganharam seu quinhão de endossos por celebridades. Elon Musk, Tony Hawk e Jack Dorsey são alguns dos que se mostraram entusiasmados, mas parece que, agora, as estrelas do esporte resolveram entrar na briga. O jogador da NBA Spencer Dinwiddie, que, em setembro de 2019, anunciou a intenção de tokenizar sua extensão de contrato com o Brooklyn Nets, postou em sua conta no Twitter que o Spencer Dinwiddie Bond seria lançado esta semana, no dia 13 de janeiro.

O post rapidamente ganhou força na comunidade crypto, com muitos defendendo o atleta como alguém que pode trazer as criptomoedas para o mainstream.

O post de Spencer Dinwiddie no Twitter não dava muitos detalhes. No entanto, outras pessoas rapidamente apareceram para esclarecer as especificidades desse bond. Carlos Domingo, CEO da plataforma de security tokens Securitize, revelou que sua empresa será o agente de transferência digital e parceiro de tecnologia para o primeiro security token de um atleta profissional em todo o mundo.

Embora essa seja uma ação otimista por si só, é importante observar que esse token não estará amplamente disponível desde o início para que os milhões de fãs da NBA possam comprar.

De acordo com um artigo da Forbes, os tokens, que terão o código SD8, serão vendidos por US$ 150 mil cada para investidores credenciados, o que é apenas uma pequena parcela da população dos Estados Unidos. Supostamente, a moeda será um título pagando juros de 4,95% em uma base mensal.

Spencer Dinwiddie escreveu recentemente que espera poder obter seus tokens por meio de uma oferta Reg A, o que abriria o token Ethereum para mais fãs, porque NDAs, KYC, credenciamento e outras barreiras logísticas poderiam ser deixadas de lado.

De acordo com o site Money Times, desde que o plano de tokenização de contrato de Spencer Dinwiddie foi rejeitado pela NBA, o jogador modificou seu veículo de investimento – o nome e a imagem da Associação Nacional de Basquete foram retirados e o token se transformou em um título convencionado, sem incentivos de desempenho ligados à opção dele de jogador. Não está claro, entretanto, se o novo plano de Dinwiddie para seus tokens foi aprovado pela organização esportiva.

Decisão de Spencer Dinwiddie reforça Ethereum

A decisão de Spencer Dinwiddie de avançar com o lançamento de um ativo baseado no Ethereum apenas contribui para a narrativa otimista do Ethereum que vem sendo construída nos últimos meses.

De acordo com o site de estatísticas da Ethereum, DeFi Pulse, há US$ 667,3 milhões em valor de ativos digitais – incluindo pouco menos de três milhões de Ether – bloqueados em aplicações DeFi na blockchain, que passaram a ser de aproximadamente US$ 240 milhões em janeiro de 2020.

Já o usuário do Twitter Adam Ship observou recentemente que o crescimento da rede da Ethereum, conforme definido pelo número de novos endereços criados diariamente para o blockchain, está em uma “tendência ascendente” nas últimas semanas.

De fato, de acordo com o gráfico, o número de novos endereços por dia aumentou recentemente para níveis nunca vistos desde o início da bull run de 2019.

Embora o número de novos endereços Ethereum pareça não estar relacionado ao preço da ETH na superfície, o gráfico do usuário mostra que há uma correlação clara entre as duas métricas, com o crescimento da contagem de endereços aparentemente precedendo a ação do preço.

Devido a essa correlação histórica, o rápido crescimento observado nessa métrica pode significar que a segunda maior criptomoeda tem um grande potencial de alta pela frente, uma vantagem que pode levá-la de volta a US$ 200 e US$ 300.

* Imagem da página oficial de Spencer Dinwiddie no Facebook
Fonte: Blockonomi

Foto de Simone Gondim
Foto de Simone Gondim O autor:

Jornalista, revisora e roteirista, apaixonada por tecnologia e especializada em conteúdo.

https://www.instagram.com