Taiwan adiciona emendas às leis antilavagem de dinheiro para abranger exchanges de criptomoedas

As novas normas podem acabar com o anonimato dos investidores

Taiwan aprovou recentemente a adição de emendas às leis já existentes aintilavagem de dinheiro (AML) e contra o financiamento do terrorismo (CFT) para impor novos requisitos às exchanges de criptomoedas.

WeBitcoin: Taiwan adiciona emendas às leis antilavagem de dinheiro para abranger exchanges de criptomoedas

O poder legislativo concedeu autoridade à Comissão de Supervisão Financeira (FSC) para vetar transações anônimas de ativos digitais.

Agora o FSC poderá exigir que as exchanges de criptomoedas solicitem registros utilizando os nomes reais dos clientes. Caso a medida não for acatada, os bancos poderão bloquear as transações e reportá-las às autoridades.

Leia mais: Bakkt pode levantar o valor do Bitcoin, rejeição do ETF pode causar um colapso

De acordo com o Ministério de Justiça de Taiwan (MoJ), as mudanças alinharão o país com os padrões AML internacionais. A iniciativa também deve melhorar o desempenho do país na avaliação AML do Grupo Ásia/Pacífico, que ocorrerá entre 5 e 16 de novembro.

Durante o mês passado, a Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF), organização internacional que cria políticas e padrões antilavagem a serem seguidos, implementou modificações nos padrões AML  e CFT para empresas relacionadas a criptomoedas, como exchanges e provedoras de ICOs.

Taiwan já anunciou planos para um projeto de liberação de ICOs até junho do próximo ano. De acordo com o presidente do FSC, quanto mais regulamentos forem desenvolvidos, menor se tornará tal comportamento econômico.

Leia mais: Projetos arrecadaram mais de $600 milhões através de ICO desde junho em Israel

FONTE: COINTELEGRAPH