Atlas Quantum anuncia desbloqueio de saques

Nova plataforma da empresa ainda não tem data de lançamento

Depois de anunciar, em 2019, que começava um processo de turnaround, ou seja, uma mudança de rumo na tentativa de se recuperar financeiramente, a Atlas Quantum começa 2020 tentando passar a ideia de que, como a Fênix, vai renascer das cinzas. Em seu perfil oficial no Facebook, a empresa informou, no dia 14 de janeiro, que vai lançar uma nova versão de sua plataforma, na qual os saques estarão desbloqueados e haverá o retorno da negociação de criptomoedas.

O comunicado da Atlas Quantum, entretanto, não diz a data em que a nova plataforma estará disponível, informando apenas que o saldo anterior será convertido para saldo migrado, seja em BTC, dólares ou reais, e os clientes poderão negociar a compra e venda desse valor.

Nos comentários do post no Facebook, alguns usuários se mostram otimistas, mas a maioria desconfia que a Atlas Quantum não vai honrar seus compromissos. “Só acredito quando meus Bitcoins voltarem para minha carteira”, diz um investidor. Outras pessoas cobram o desbloqueio dos saques e uma resposta do serviço de suporte, além de reclamar de promessas não cumpridas.

Os problemas da Atlas Quantum vieram a público na época em que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu a empresa de oferecer serviços de investimentos que tivessem vínculos com criptomoedas. Embora, oficialmente, os representantes da Atlas garantissem que havia saldo em exchanges fora do Brasil, os investidores sofriam com atrasos nos pagamentos. A crise se agravou quando as exchanges HitBTC e Gate.io negaram a existência de saldo retido nelas.

Outra polêmica envolvendo a Atlas Quantum foi a proposta de pagamento aos clientes: além do deságio no preço do Bitcoin ter chegado a 85%, a plataforma apresentou uma série de falhas e foi suspensa. Mais uma vez, enquanto a empresa garantia ter feito a primeira recompra de Bitcoin, os clientes reclamavam que não haviam recebido nada. Para completar, vazamento de dados e anúncio de demissões de funcionários deixavam pouca esperança de que a situação fosse resolvida sem a perda total dos investimentos.

Depois de passar o mês de dezembro sem se pronunciar, a Atlas Quantum se manifestou em janeiro. Mas só o tempo dirá se a empresa conseguirá se reerguer e não deixar os investidores com o prejuízo nas mãos.

* Imagem de Rafael Moura Sb. por Pixabay

Foto de Simone Gondim
Foto de Simone Gondim O autor:

Jornalista, revisora e roteirista, apaixonada por tecnologia e especializada em conteúdo.

https://www.instagram.com