Comitê indiano sugere banir o uso de criptomoedas no país

A proibição não se aplicaria à posse

Após reviravoltas, autoridades indianas discutiram uma possível proibição no uso de criptomoedas “privadas” como o Bitcoin.

O assunto foi levantado durante a 19ª reunião do Conselho de Estabilidade Financeira e Desenvolvimento (FSDC) nesta terça-feira.

Leia mais: Desdenhar das criptomoedas é como desdenhar da internet em 1993

De acordo com relatos, o conselho “deliberou sobre questões e desafios” envolvendo moedas digitais no país. Aparentemente, um comitê inicialmente criado com o objetivo de estudar e designar propostas para uma estrutura legal para os ativos, sugeriu a proibição de criptomoedas na Índia.

“O conselho também deliberou sobre as questões e desafios de criptoativos e foi informado sobre as deliberações (…) para elaborar uma estrutura legal apropriada para proibir o uso de criptomoedas privadas na Índia”, dizia um comunicado à imprensa.

A proibição poderia se estender ao trading e à aplicação do ativo como instrumento de pagamento, mas não necessariamente à posse.

Na semana passada a equipe do WeBitcoin noticiou que a presidente da NASSCOM, Debjani Ghosh, declarou que criptoativos são “claramente ilegais”.

Recentemente, o cofundador da Unocoin foi preso por operar de forma ilegal um terminal de Bitcoin no país. Segundo fontes, o terminal ainda não estava ativo.

Leia mais: Fiscalização sobre criptomoedas fica mais rígida no Brasil

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli