Facebook lança aplicativo dedicado para livestreams de jogos

Facebook Gaming é concorrente direto da popular Twitch, líder de mercado no espaço dos streamings atualmente

Buscando aumentar cada vez mais sua fatia do mercado de streamings, o Facebook lançou na última segunda-feira (20), para Android, seu novo aplicativo voltado para transmissões online de jogos (a versão para IOS deve ser lançada em breve). O “Facebook Gaming”, como foi batizado o novo app, vem para competir com a gigante dos streamings, Twitch.

Pertencente à Amazon, a Twitch é atualmente a plataforma preferida do público gamer, tanto por estar entre as pioneiras no ambiente dos streamings, como por seus inúmeros recursos e funcionalidades.

Outras plataformas já investiram muito dinheiro nesse mercado tentando destronar a Twitch, como é o caso da Azubu.TV e Cube.TV, mas até o momento a plataforma roxa segue com seu reinado praticamente intacto.

Assim como as plataformas rivais mencionadas, o Facebook aposta em levar streamers famosos para sua plataforma, tentando assim trazer junto um público fiel. Além disso, o Facebook é reconhecido por remunerar bem seus profissionais do streaming, ou pelo menos remunerar melhor que sua maior rival.

Facebook Gaming chega oficialmente como aplicação para a ...

Michael Goodman, diretor de mídia digital da Strategy Analytics opinou sobre o novo lançamento da empresa de Mark Zuckerberg:

“A transmissão ao vivo era uma oportunidade de crescimento antes da pandemia, e será uma oportunidade de crescimento muito depois da pandemia.

 

O que mudou o cálculo aqui é que o Facebook acelerou seus planos de lançar este aplicativo para aproveitar o fato de que as pessoas estão fazendo mais streaming em casa agora

 

Ele vê isso como uma oportunidade de obter algum apoio para a adoção deste serviço neste momento.”

O ponto levantado por Goodman é, de fato muito relevante. Recentemente apontamos aqui como a Netflix obteve um excelente primeiro trimestre nesse ano devido o aumento no número de pessoas em casa, causado majoritariamente pela pandemia.

Dessa forma, o Facebook tenta embarcar nessa ideia, fortalecendo sua posição em um mercado sedento por conteúdo.

Segundo informações do TWN, a monetização inicialmente será limitada, com os fãs capazes de fazer apenas pequenos pagamentos únicos aos criadores de conteúdo, mas o Facebook já se comprometeu a explorar maneiras adicionais de monetizar o aplicativo no futuro.

Contudo, Goodman enxerga um grande desafio para o Fcaebook nesse mercado, apontando que não será fácil derrubar a forte concorrência da Twitch:

“Esta não é uma oportunidade ecológica para o Facebook. Este é um mercado estabelecido com alguns grandes players já presentes”, disse ele.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.