Fundo Blockchain pretende criar stablecoin atrelada ao iene japonês

Novo estágio da evolução blockchain chega ao mercado asiático

Yao Yongiie, responsável por um fundo blockchain de US$1,5 bilhão, está buscando desenvolver novas stablecoins atreladas a moedas fiat asiáticas.

Inicialmente, Yao conta com o apoio de Li Xiaolai, conhecido investidor de Bitcoin, e do governo de Hangzhou (China). De acordo com ele, o primeiro projeto seria focado no iene japonês.

Leia mais: Minerar ouro consome 20 vezes mais energia do que minerar Bitcoin

Para financiar o projeto, Yongiie pretende arrecadar uma quantia aproximada de US$12,7 milhões.

Acreditamos que traders e exchanges  serão compradores em potencial dessas moedas“(…) “Estamos adentrando o próximo estágio da evolução blockchain, que se assemelha à transição do sistema de operação MS-DOS para o MS-Windowns” disse.

A iniciativa surge em um cenário conturbado, visto que a repressão às criptomoedas está em seu auge na China. Recentemente as autoridades bloquearam diversos sites de exchanges estrangeiras e examinam detalhadamente as atividades do setor.

Para contornar a situação, Yao estabeleceu contato com investidores fora da China fazendo uso do Tether.

De acordo com a previsão de Yongiie, a nova stablecoin baseada no iene deve entrar em vigor no mercado em janeiro de 2019.

Leia mais: Elon Musk pede ajuda do criador da Dogecoin para combater os scambots do Twitter

FONTE: COINTELEGRAPH