Pagamentos instantâneos podem acabar com Bitcoins

Pagamentos instantâneos, uma ameaça?

Um diretor do Banco Central Europeu está convocando bancos a se integrarem aos pagamentos instantâneos para suprimir a ameaça apresentada por criptomoedas como o bitcoin.

Ao falar em um evento em Roma, o diretor do Banco Central Europeu, Yves Mersh, criticou as moedas digitas e incentivou bancos comerciais a aceitarem pagamentos instantâneos para conter o avanço das criptomoedas.

De acordo com o Reuters, Mersh disse:

“Os bancos precisam implementar pagamentos instantâneos o mais rápido possível e fornecer uma narrativa alternativa para o atual debate público sobre a suposta inovação trazida por moedas virtuais.”

As declarações de Mersh estão em consonância com as declarações do banqueiro central Jens Wiedmann. O presidente do Bundesbank da Alemanha apelou para que bancos façam os atuais sistemas de pagamentos mais eficientes e mais rápidos com pagamentos instantâneos. No início de junho, Wiedmann disse: “Estou bastante confiante de que isso irá reduzir o interesse da maioria dos cidadãos em moedas Digitas.”

Leia mais: Coréia do Sul prestes a regulamentar exchanges de Bitcoin

“Não estamos ignorando criptomoedas”

Além disso, Mersh revelou iniciativas do Banco Central Europeu (BCE) de “experimentos com dinheiro em diferentes tecnologias digitais” e afirmou que não vê qualquer possibilidade para “testes ousados” de tecnologias financeiras inovadoras, pelo menos, não pelo banco central.

Ele disse:

 “Também iremos testar o uso do dinheiro em diferentes tecnologias digitais. Testes ousados de natureza problemática simplesmente não são robustos o bastante.”

O diretor do BCE se uniu recentemente a outros colegas da mesma instituição para tentarem trabalhar com criptomoedas descentralizadas. O membro executivo do conselho do BCE, Benoît Cœuré, revelou que o BCE e outros bancos centrais “não estão ignorando” as criptomoedas.  O vice-presidente do BCE, Vitor Constancio se uniu à discussão para acrescentar que “as moedas chamadas de criptomoedas privadas nunca superarão” as moedas fiduciárias.

A declaração mais reveladora, no entanto, veio do Presidente do BCE, no final de setembro. O chefe do BCE, Mario Draghi, admitiu recentemente:

“Não está em nosso alcance proibir ou fazer alguma coisa de tal natureza… ou regular o bitcoin.”

Tal declaração confirmou que o BCE não tem nenhuma autoridade, e nem o poder para proibir criptomoedas descentralizadas.

Fonte: Cryptocoinsnews.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/