Quem é quem no esquema da Unick

Inquérito da Polícia Federal e denúncia do Ministério Público Federal mostram o papel de cada um dos réus investigados

Alvo da Operação Lamanai, da Polícia Federal, realizada em 17 de outubro em várias cidades brasileiras, a Unick Forex está sob investigação, com seus sócios e principais diretores respondendo à ação penal por organização criminosa. Quem é apontado como chefe do grupo é Leidimar Bernardo Lopes, presidente da empresa. Segundo o jornal GaúchaZH, as dívidas com clientes cujas contas ainda estão ativas chegam a R$ 12 bilhões.

Tanto o inquérito da Polícia Federal (PF) quanto a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) mostram que a Unick movimentou R$ 28 bilhões em aproximadamente 1,5 milhão de contas que estariam ativas em agosto de 2019. Esses números ainda não estão fechados, uma vez que o caso é complexo e ambas as peças são parciais.

Saiba quem é quem no esquema da Unick, de acordo com a PF e o MPF.

Leidimar Bernardo Lopes – seria o cabeça da organização criminosa.

Danter Navar da Silva – o diretor de marketing da Unick Forex estaria ligado diretamente a Leidimar Lopes, sendo responsável pelo planejamento e gerenciamento dos negócios da empresa.

Fernando Baum Salomon – o advogado teria cedido contas pessoais e de seu escritório jurídico para a Unick depositar valores que teria captado dos clientes.

Caren Cristiani Greff Martins – a advogada prestaria serviços jurídicos para a Unick.

Fernando Marques Lusvarghi – além de ter o cargo de diretor jurídico da empresa, o advogado seria o presidente da SA Capital, companhia que atuava como “garantidora” das operações da Unick.

Paulo Sérgio Kroeff – ligado a Leidimar Lopes, Fernando Salomon e Caren Greff. Seu papel no esquema seria cuidar da aquisição e direção de empresas para Leidimar.

Israel Nogueira e Sousa – diretor de comunicação e tecnologia da Unick Forex, cuidaria do desenvolvimento de sistemas para a operacionalização das atividades da empresa, além de ajudar na abertura de uma empresa em Los Angeles, nos Estados Unidos, e de contas bancárias que receberiam recursos dos investimentos.

Sebastião Lucas da Silva Gil – movimentaria em sua conta bancária valores da Unick Forex. Também atuaria na criação de um banco digital (OURBANK).

Euler da Silva Machado – controlaria pagamentos a clientes da Unick Forex.

Ronaldo Luis Sembranelli – seria o laranja de Leidimar para adquirir ações de um banco (os recursos viriam das atividades da Unick).

Marcos da Silva Kronhardt – trader e operador da Unick Forex no mercado Forex.

Fabiano Alves da Silva – diretor administrativo da Unick Forex e responsável pela equipe de desenvolvimento, criação e projetos do suporte da empresa.

Ana Carolina de Oliveira Lopes – filha de Leidimar, não só administraria a Unick Forex ao lado do pai, mas também controlaria contas bancárias do grupo, cederia sua conta para receber valores de investimentos e elaboraria contratos de traders.

Itamar Bernardo Lopes – movimentaria em contas bancárias próprias e de sua empresa valores captados pela organização criminosa.

Ricardo Ramos Rodrigues – contador, responsável por documentos fiscais e contábeis do grupo.

* Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Foto de Simone Gondim
Foto de Simone Gondim O autor:

Jornalista, revisora e roteirista, apaixonada por tecnologia e especializada em conteúdo.

https://www.instagram.com