Sobe para 30% o número total de mineradores que abandonaram o Bitcoin após o halving

Mineradores começam a abandonar a mineração de Bitcoin por causa da redução da recompensa ocasionada pelo halving

Cerca de um terço das empresas de mineração de Bitcoin (BTC) já está desligando suas máquinas à medida que os negócios se tornam não lucrativos devido a uma redução nas recompensas de mineração. O terceiro halving do Bitcoin – consolidado hoje durante a tarde – reduziu a oferta da criptomoeda pioneira, cortando pela metade (a 6,25BTC por bloco) o bônus pago aos mineradores que sustentam a rede.

De acordo com Alejandro De La Torre, vice-presidente do pool de mineração Poolin, as mineradoras que representam entre 15% a 30% de todo o hashrate da rede BTC já estão em processo de fechamento, à medida que as margens de lucro são pressionadas.

As empresas que operam plataformas de mineração ineficientes de “velha geração”, como a mineradora S9 da Bitmain, com custos mais altos de eletricidade, serão as mais afetadas, opinou.

“O ajuste final da dificuldade com o subsídio do bloco de 12,5 BTC ocorrerá uma semana antes do halving (1008 blocos), e a dificuldade é projetada para aumentar”, escreveu De La Torre em uma análise recente, acrescentando:

“Esperamos que os primeiros 1008 blocos após o halving sejam minerados lentamente, à medida que um grande número de mineradores não lucrativos sai da rede. Estimamos que cerca de 30% de toda a rede Bitcoin será compactada, considerando que os primeiros 1008 blocos terão a dificuldade do halving, mas metade da recompensa.”

As mineradoras estão enfrentando pressão pelo halving periódico, pois o evento afetará bastante as receitas das empresas de mineração.

Alguns especialistas argumentam que o declínio da receita pode ser compensado por um aumento no preço do BTC – um feito geralmente associado a eventos anteriores nos halvings. No entanto, se o preço cair, os mineradores menos eficientes serão espremidos mais rapidamente.

De La Torre disse que “a mineração é um longo jogo sobre sobrevivência” e as empresas que não conseguirem mudar para máquinas de mineração mais eficientes ou encontrar eletricidade mais barata “capitularão”.

“Embora esperemos que a maioria desses mineradores encerrem as operações após o halving, é provável que alguns deles tenham eletricidade barata o suficiente para sobreviver no futuro próximo”, afirmou.

A recompensa da mineração Bitcoin caiu de 50 em 2009 para 25 em 2012; 12,5 em 2016 e depois para 6,25 este ano (todos no BTC), em um corte pré-determinado e inalterável da oferta a cada quatro anos, destinado a manter a inflação sob controle.

Fonte: Bitcoin.com

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.