Startup busca aprovação da SEC para emitir stablecoin atrelada ao Tesouro americano

Empresa americana pretende emitir stablecoin diferente

startup americana Arca Investment Management está em busca de uma aprovação regulatória para um novo tipo de stablecoin.

A gestora de ativos digitais sediada na cidade de Los Angeles (CA) protocolou um prospecto na SEC (Securities and Exchange Comission) na última sexta-feira para um fundo que terá suas ações tokenizadas no blockchain do Ethereum.

De acordo com um porta-voz, a expectativa é que o Arca US Treasury Fund seja aprovado ainda este ano. Aparentemente o ativo será disponobilizado ao público geral, mas não poderá ser negociado em nenhuma bolsa de valores ou sistema de trade alternativo.

Entretanto, as ações (referidas como “Arca UST Coins”) seriam representadas como tokens ERC-20. A Arca enquadrou o produto como uma forma de stablecoin, criptomoeda atrelada a um ativo tradicional (como o dólar americano), embora a empresa tenha alertado que pode ser um pouco menos estável que os outros produtos deste mercado.

O investimento mínimo foi estipulado em US$1.000, tendo como alvo de Valor Líquido do Ativo (NAV) US$1 por ação. Pelo menos 80% do fundo seria investido em títulos do Tesouro americano, com o restante em dívida emitida por várias entidades públicas ou privadas dentro e fora dos Estados Unidos.

“Portanto, é antecipado que o portfólio subjacente e o NAV da Arca UST Coins terão relativamente pouca volatilidade (…). Assim, embora os detentores da Arca UST Coins possam experimentar maior volatilidade do NAV em comparação a stablecoins típicas, essa volatilidade será relativamente limitada.”, diz o documento.

De acordo com o prospecto, os investidores receberiam dividendos trimestrais dos pagamentos de juros, embora “o objetivo do investimento do fundo seja buscar um retorno total máximo consistente com a preservação do capital”, ou seja, um valor estável ao invés de grandes lucros.

Para adquirir as ações de outro investidor, os traders “devem primeiro estabelecer um endereço de carteira através do app Arca e garantir que ele esteja listado como Agente de Transferência”.

“Uma vez que o endereço da carteira de um investidor esteja na lista, o investidor pode utilizar o aplicativo Arca para transferir dinheiro de uma conta bancária vinculada ao Fundo em troca de ações do Fundo.”, diz o prospecto.

Até o momento não foi esclarecido quantos tokens supostamente atrelados ao dólar a Arca pretende vender. O documento afirma que a oferta precisaria levantar US$25 milhões para o fundo obter operações viáveis.

A Arca não deve ser confundida com a NYSE Arca, uma das muitas empresas buscando lançar um ETF nos EUA.

FONTE: COINDESK

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli