Ucrânia está considerando construir um centro de mineração de Bitcoin baseado em energia nuclear

Ucrânia aposta em mineração de Bitcoin para lucrar com o excesso de energia produzido no país

O Ministério da Energia da Ucrânia está considerando construir um centro de mineração de Bitcoin para utilizar o excesso de energia nuclear do país.

Funcionários do ministério mantiveram uma discussão na semana passada com Yevhen Vladimirov – vice-ministro de energia da Ucrânia para o desenvolvimento digital, Energoatom – a empresa estatal de energia nuclear do país, e a Hotmine – fabricante de máquinas de mineração de Bitcoin da Ucrânia para levar a proposta adiante.

Vladimirov disse que o centro de mineração de criptomoedas ajudaria a usar a energia nuclear da Ucrânia, aumentaria os lucros da Energoatom e ajudaria a aumentar os impostos do governo.

“A ideia de criar um data center baseado em uma usina nuclear, é claro, merece atenção porque o UES [sistema de energia unificado] ucraniano tem capacidade de base não utilizada”, disse Vladimirov.

“A carga constante das usinas nucleares pode trazer lucro adicional para a estatal Energoatom e permitir a operação de empresas, que também pagarão impostos para o orçamento doméstico”.

Não está claro o tamanho do data center se a proposta for finalizada, mas de acordo com um relatório da Data Center Dynamics, pode ter entre 250 e 500 megawatts, e também pode ir até 2 a 3 gigawatts. Para contextualizar, algumas das maiores fazendas chinesas de mineração de Bitcoin tinham cerca de 3 gigawatts de eletricidade hidrelétrica durante a estação chuvosa do ano passado.

Para levar a proposta da Ucrânia adiante, certas questões precisam ser resolvidas primeiro, de acordo com Vladimirov. Isso inclui regulamentações, leis, pesquisas e cálculos da eletricidade necessária, entre outros fatores.

A Hotmine está “convencida” de que a Ucrânia pode se tornar um dos líderes mundiais na mineração de criptomoedas com sua geração de energia nuclear acessível.

Para as próximas etapas, a Hotmine, a Energoatom e o Ministério da Energia considerarão a assinatura de um memorando, que definirá medidas específicas para a implantação de um centro de mineração de criptomoedas.

A discussão oficial segue uma proposta de maio passado, quando o ministro interino da energia da Ucrânia, Olha Buslavets, aconselhou a Energoatom a considerar o uso de eletricidade excedente para minerar criptomoedas.

A Ucrânia tem estado recentemente ativa no espaço cripto. No mês passado, o Ministério da Transformação Digital do país fez parceria com a Stellar Development Foundation para desenvolver o ecossistema de ativos virtuais e uma moeda digital do banco central da Ucrânia. No ano passado, o ministério disse que não regulamentaria a indústria de mineração de criptomoedas porque ela já é autogerida por regras de consenso de blockchain.

Fonte: TheBlockCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.