Alemanha: Regulador financeiro quer regulamentação internacional para ICO

Padrões internacionais são “desejáveis” a longo prazo

De acordo com a Handelsblatt, a agência de regulamentação financeira da Alemanha quer ver um esforço internacional para a regulamentação de ICO.

Durante uma entrevista, o presidente da Autoridade Federal de Supervisão Financeira (BaFin) Felix Hufeld, declarou que a regulamentação alemã permaneceu rígida quanto à ICO’s como instrumento financeiro.

“O número e o volume (de dinheiro) por ICO estão cada vez mais altos. A maioria dos investidores possuem direitos mínimos. (…) Desta forma, só posso recomendar aos investidores privados que tomem distância de tais coisas”.

Neste ano, o mundo inteiro presenciou o aumento do escrutínio sobre tokens de ICO, visto que os investidores de esquemas a partir do ano passado viram seus fundos sumirem no mercado de criptomoedas.

Leia mais: Blockchain e criptomoedas: O que esperar do futuro presidente Jair Bolsonaro

Em paralelo, as autoridades americanas declararam que irão acompanhar o setor de perto. A medida visa garantir o cumprimento da lei de valores mobiliários, se tais tokens consistirem nestes valores.

De maneira tradicional, a Alemanha assumiu uma posição global sobre criptoativos de uma perspectiva regulatória.

“Até o momento, estamos falando sobre um nicho de mercado. (…) Se as organizações de produtos de base se tornarão uma parte da economia continua a ser visto”, disse Felix.

De acordo com ele, padrões internacionais são “desejáveis” a longo prazo, e discussões para este efeito estaão em andamento.

Leia mais: Maior produtora de diamantes do mundo se alia à plataforma Blockchain da De Beers

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli