Autoridade da Itália suspende serviços de empresa de cripto

CONSOB emite suspensão a empresa e criptomoeda associada

O regulador nacional de títulos da Itália, La Commissione Nazionale per le Società e la Borsa (CONSOB), emitiu um alerta de suspensão à empresa de investimentos Tessline e sua criptomoeda liracoin.

De acordo com a CONSOB, diversas entidades e sites afiliados tanto à empresa quanto ao ativo violam o Artigo 18 da Lei Consolidada das Finanças da Itália.

Instituto Europeu de Governança Corporativa aponta que o Artigo 18 estipula requerimentos estatuários para a provisão de serviços de investimento no país, sujeitos às condições estabelecidas pelo banco central local e pela comissão. 

O alerta afirma ainda que a CONSOB suspendeu formalmente todas as campanhas de oferecimento da liracoin ao público por 90 dias, assim como a oferta pública de planos de investimento promovida pela Tessline.

Anteriormente a comissão emitiu suspensões de 90 dias para dois projetos que supostamente estavam envolvidos com o oferecimento de esquemas fraudulentos de criptomoedas.

Em dezembro, a CONSOB emitiu uma notificação juntamente com a Autoridade de Serviços Financeiros de Malta em relação a uma exchange de cripto que atuava sem licença. No mês de novembro, a comissão enviou ordens de cessação a três empresas relacionadas ao mercado de criptomoedas por supostamente oferecer serviços de investimento sem aprovação.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli