Duskacoin: Banco suíço libera white paper de sua própria criptomoeda

Ainda não há previsões para o lançamento de uma ICO

Após anunciar planos para lançar a própria criptomoeda, o Dukascopy, banco online suíço, criou um site oficial para o ativo, o que a curto prazo poderá ajudar a sanar as dúvidas de futuros investidores.

Foi também lançado a white paper da moeda, que descreve as medidas de segurança e o modelo de token escolhido, mas não faz menção a qualquer ICO agendada. Também não há informações algum mecanismo de venda em massa, que poderia ser utilizado futuramente.

O site da Dukascoin (nome escolhido para o ativo) está disponível em 5 idiomas e foca em oferecer mais visibilidade para a criptomoeda, fornecendo informações gerais e notícias atualizadas sobre o ativo. A plataforma já disponibilizou o white paper da moeda.

De acordo com o banco, informações relacionadas a “Dukascoins em circulação, taxa de câmbio, gráfico em tempo real e profundidade de mercado” serão disponibilizadas após o lançamento do ativo.

Inicialmente a moeda será distribuída como recompensa pela utilização do Connect 911, sistema de comunicação criptografada do banco, e pelo uso recorrente das contas abertas no Dukascopy. Segundo o banco, aparentemente cada cliente pode obter 5 Dukascoins durante a abertura de uma conta. Os ativos poderão ser vendidos, ou caso o investidor deseje, poderá adquirir mais no mercado. As moedas ainda poderão ser retiradas do banco e transferidas para outras wallets blockchain.

O white paper

Mesmo não apontando um roteiro definido, o white paper da criptomoeda fornece alguns detalhes e informações interessantes.

De acordo com o documento, a moeda terá uma quantidade limite não especificada, e poderá ser utilizada tanto como forma de pagamento quanto como especulação. Para obter o ativo, o investidor deve ser um titular do banco ou tentar adquiro-lo destes, visto que a moeda será distribuída em pequenas quantidades entre os clientes.

Quanto ao banco, este irá oferecer aos titulares a oportunidade de receber o token de forma gratuita, ganhando capital com o crescimento de seu valor. O Dukascopy espera que o ativo ganhe valor rapidamente por sua oferta limitada e por ser o primeiro criptoativo no sistema bancário da Suíça.

Em dezembro de 2018 o banco declarou ser o primeiro do país a receber aprovação para uma ICO pela FINMA, autoridade que supervisiona o mercado suíço. A aprovação permite que a FX,  corretora de varejo de Genebra, lance a venda pública da Dukascoin em março de 2019.

Entretanto, até o momento o Dukascopy não finalizou um ecossistema para a ICO, que ainda deve passar pelos testes de auditoria e recompensa, embora a FINMA aponte que não há obstáculos regulamentares adicionais.

O banco também passou a permitir que empresas de cripto abrissem contas de negócios em junho de 2018. Em novembro, o Dukascopy permitiu que seus clientes passassem a depositar e retirar fundos em criptomoedas, permitindo ainda transferências internas utilizando os ativos.

FONTE: FINANCE MAGNATES

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli