Será que a LUNA conseguiu se desvincular do Bitcoin?

LUNA

A criptomoeda nativa da Terra (LUNA) registra um lucro de 6,4% na última semana, com Bitcoin, Ethereum e Binance coin se movendo de lado.

No momento da redação deste artigo, a LUNA está sendo negociado a US$ 89,07 com uma ganho de 1,22% nas últimas 24 horas e 2,85% semanal e com surpreendente 64,49% de ganho mensal. Apesar das perdas recentes, a criptomoeda está subindo rapidamente entre as 10 principais criptos por mercado. Atualmente, está na 7ª posição depois de empurrar Cardano (ADA), Solana (SOL) e Polkadot (DOT).

LUNA
LUNA tende para o lado positivo no gráfico diário. Fonte: LUNAUSDT Tradingview
Um relatório do economista Murray Rudd tenta demonstrar um potencial desacoplamento entre Bitcoin e Terra (LUNA). A criptomoeda número um tem um forte domínio sobre todo o mercado.

Portanto, é comum que as altcoins tendam para baixo ou para cima, movendo-se em conjunto, com a ação do preço do Bitcoin. Recentemente, o preço do LUNA pode começar a romper com esse padrão, às vezes tende a se mover em sua própria direção, independentemente do Bitcoin.

Para apoiar esta tese, Rudd examinou o desempenho do LUNA/BTC em diferentes time frames e com diferentes métricas. O economista representou o desempenho deste par de negociação com diferentes zonas de correlação.

Como visto abaixo, a área verde representa uma alta correlação, enquanto a área vermelha para branca representa períodos em que o LUNA não está correlacionado (vermelho) ou mostra uma baixa correlação (branco) com o Bitcoin. Com base neste gráfico, Rudd disse:

O grau de correlação positiva parece ter caído em duração e força (ou seja, mais tempo gasto na zona de correlação positiva fraca em comparação com a correlação forte) a partir de agosto de 2021.

Luna LUNABTC Terra 01
Fonte: Murray Rudd via Substack

Além disso, analisando a correlação LUNA/BTC por um período de 30 dias de janeiro de 2020 a janeiro de 2021, o economista encontrou momentos em que a métrica se moveu com mais visibilidade.

O gráfico abaixo mostra um declínio na correlação para o par de negociação durante o quarto trimestre de 2020, quando o Bitcoin começou a subir para novos máximos. Por outro lado, o gráfico indica que o LUNA tende a se mover por conta própria, pelo menos neste período, após longo período de consolidação de preços do Bitcoin.

Luna LUNABTC Terra 02
Fonte: Murray Rudd via Substack

A dissociação de Luna, o que significa para a ação de preço futura

O economista também determinou um primeiro grande período de preços não correlacionados para o par de negociação LUNA/BTC durante a primavera de 2021. Naquela época, o mercado de criptomoedas atingiu um topo local, ultrapassando os US$ 2 trilhões em termos de capitalização.

Ao longo de 2021, o ativo nativo da Terra passará por outros períodos não correlacionados ou de baixa correlação. Quando o mercado de criptomoedas começou a se recuperar de um longo período de ação de preços de baixa, no verão de 2021, o par de negociação LUNA/BTC “mudou abruptamente de correlação positiva para não correlacionado”.

Em setembro de 2021 e dezembro de 2021, o LUNA passa por eventos semelhantes. Naquela época, o ecossistema estava discutindo várias melhorias importantes em sua rede principal e a implementação de um mecanismo de queima para o LUNA.

Essas atualizações e novos mecanismos no ecossistema Terra estão ativos há pouco tempo. Com o passar do tempo, eles podem contribuir com a dissociação total do LUNA do Bitcoin e do mercado de criptomoedas. Atualmente, Rudd acredita que esse evento pode nunca acontecer, mas acrescentou:

O preço do LUNA não é (e provavelmente não será) completamente dissociado do preço do Bitcoin. Este indicador não pode ser usado para prever movimentos futuros em correlação, mas mostrou definitivamente uma dissociação significativa dos preços do LUNA e do Bitcoin desde o verão de 2021.

Ativos não correlacionados são potencialmente valiosos para os investidores, pois podem se tornar hedge contra tendências em todo o setor. Em um mercado em baixa, os investidores podem proteger sua riqueza pulando para uma posição LUNA ou usando sua stablecoin UST.

O aumento da demanda por essa stablecoin descentralizada e seu impacto no preço do LUNA é mais um motivo que pode fortalecer ainda mais a tese de longo prazo do ecossistema Terra.

Lembrando que o economista Murray Rudd há um tempo afirmou que a criptomoeda LUNA tem o potencial de atingir o valor de US$ 200 até o final deste ano de 2022.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_