Conselho do Twitter quer que acionistas aceitem a oferta de 44 bilhões de Elon Musk

Twitter

A cúpula do conselho do Twitter visa no valor final da unidade da ação, caso a oferta seja aceita pelos acionistas

O conselho do Twitter recomenda por unanimidade que os acionistas votem na oferta de US$ 44 bilhões de Elon Musk para assumir a empresa de mídia social, mostra um documento da SEC em 21 de junho .

De acordo com o documento, a oferta de Musk pelo Twitter renderia a cada acionista US$ 54,20, acima do valor atual das ações da empresa, de US$ 38.

O conselho pediu aos acionistas que votem a favor do acordo de fusão, das compensações que seriam pagas aos executivos do Twitter e do adiamento da assembleia por falta de votos.

Enquanto isso, a fusão tem prazo final para 24 de outubro, mas não foi definida uma data para os votos dos acionistas.

Compra prolongada de Elon Musk no Twitter

O interesse de Elon Musk no Twitter atingiu alguns obstáculos, já que o homem mais rico do mundo insistiu que o site de mídia social fosse mais transparente sobre o número de contas de bots em sua plataforma.

Esses problemas, no entanto, parecem estar no passado, pois Musk realizou recentemente uma reunião virtual com funcionários do Twitter. Durante a reunião, ele deu a entender que a plataforma poderia integrar um sistema de pagamento que permite transações com criptomoedas.

Vários analistas opinaram que a reunião virtual é o mais recente sinal de que Elon Musk continua comprometido em concluir a aquisição.

Quem lucra com a aquisição?

Se os acionistas ratificarem a oferta pública de aquisição pelo valor atual das ações do Twitter, cada acionista estaria embolsando cerca de US$ 15 por cada ação que possui na empresa.

Isso significa que Jack Dorsey, cofundador do Twitter, que possui 18.042.428 ações, receberia US$ 978 milhões com o acordo. Outros acionistas importantes, como The Vanguard Group, Morgan Stanley e BlackRock, ganhariam US$ 4,4 bilhões, US$ 3,6 bilhões e US$ 2,8 bilhões, respectivamente.

Além disso, os principais executivos do Twitter, como o CEO Parag Agrawal e o CFO Ned Segal, podem ganhar até US$ 42 milhões e US$ 25 milhões, respectivamente. Isso ocorre porque uma cláusula de “mudança de controle” em seu contrato permite que eles sejam pagos massivamente se forem rescindidos dentro de 12 meses após a nova propriedade.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_