John McAfee irá ajudar CEO da Binance a desvendar detalhes sobre o hack

McAfee se unirá a CZ para tentar identificar os hackers que desviaram milhões da Binance

Após o hack milionário que vitimizou uma das maiores exchanges do mercado, vários integrantes da comunidade de cripto ofereceram ajuda ao CEO Changpeng Zhao (CZ), como Justin Sun, CEO da TRON, que se ofereceu para depositar US$40 milhões em USDT para que a Binance comprasse BNB, BTC, TRX e BTT.

Agradecendo o apoio, CZ afirmou que não era necessário, visto que a exchange iria utilizar o fundo SAFU para cobrir o rombo.

Apesar de recusar a ajuda de várias figuras importantes, Zhao aceitou o apoio do programador John Mcafee, que se ofereceu para ajudar a identificar os hackers que invadiram o sistema da Binance.

WeBitcoin: John McAfee irá ajudar CEO da Binance a desvendar detalhes sobre o hack

CZ – se eu puder ajudar, por favor me avise. Por baixo do meu traje de palhaço ainda há um dos especialistas em cibersegurança mais experientes do planeta. Eu venho fazendo isso a 51 anos. Estou a seus serviços.

A proposta foi rapidamente aceita pelo CEO, que afirmou que adoraria ter um cérebro como o de McAfee trabalhando a seu favor. Em resposta, o programador disse que CZ não deveria esperar a liberação de informações correspondentes ao público, acrescentando que “a primeira regra de uma investigação cibernética é o silêncio”.

Em resposta à nova parceria, um entusiasta do mercado que atua sob o pseudônimo Tommy Mustache criou um meme que posiciona CZ como Superman e McAfee como Batman, acrescentando que “um ataque contra um é um ataque contra todos”.

WeBitcoin: John McAfee irá ajudar CEO da Binance a desvendar detalhes sobre o hack

Vamos encontrar os hackers e trazê-los à justiça!

Anteriormente McAfee destacou sua expertise em programação quando a comunidade o questionou sobre como havia descoberto a identidade de Satoshi Nakamoto. O programador também é conhecido no mercado por suas previsões em relação ao valor do Bitcoin. De acordo com ele, é matematicamente impossível que o ativo não chegue a US$1 milhão até o final de 2020.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli